• Observador

    17 Oct, 2018

    Propriedades rurais têm sido alvo de bandidos, com gravíssimas consequências. 1) "Estado de Minas", de 09/10/2018: "Assaltantes roubam e matam a pauladas pai de militares no Norte de Minas - Luiz Ribeiro - Um homem de 64 anos foi assassinado a pauladas durante um assalto em um condomínio rural, próximo ao distrito de Nova Esperança, em Montes Claros, no Norte de Minas, na madrugada desta terça-feira. A vítima, Hélio Leandro da Silva, que é pai de dois militares, teria reagido ao assalto, quando começou a ser agredido com pedaços de madeira, sendo também amarrado depois que estava desacordado." 2) Rádio Itatiaia, 16/10/2018: "Dois assaltantes morreram e outros três são procurados pela Polícia Militar (PM) desde a madrugada desta terça-feira na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Conforme informações preliminares, os cinco homens invadiram uma casa na zona rural de Bambuí e roubaram um Palio, uma caminhonete e fugiram em direção à cidade de Arcos. Policiais militares localizaram os veículos e iniciaram a perseguição. Em determinado momento, os assaltantes bateram os carros, o Palio pegou fogo e um suspeito morreu carbonizado. O outro ocupante ainda conseguiu sair do veículo, mas morreu em seguida. Os outros três suspeitos fugiram a pé e entraram em uma área de mata. A polícia tenta localizá-los." 3) G1-Sul de Minas, 24/9/2018: "Uma casa na zona rural na MG-050, em Passos (MG), foi invadida por assaltantes na noite deste domingo (23). Um morador foi rendido e os criminosos dispararam vários tiros, mas ninguém foi baleado. Segundo a Polícia Militar, o morador de 53 anos ouviu barulhos do lado de fora da casa. Em seguida, quatro assaltantes entraram no imóvel disparando vários tiros. A vítima entrou em um dos quartos e apontou uma arma de fogo para os criminosos, que fugiram sem levar nada. A polícia foi chamada e encontrou quatro balas do grupo. O morador registrou boletim de ocorrência e, até esta publicação, ninguém havia sido preso." 4) "Jornal do Sudoeste", 17/10/2018: "Duas pessoas morreram nesta madrugada na zona rural de Itamogi. Os crimes foram cometidos durante uma tentativa de assalto. Conforme as primeiras informações um homem foi morto depois de tentar reagir e entrar em luta corporal com um dos bandidos. Um dos comparsas dos ladrões atirou e atingiu um dos colegas que também veio a óbito, mas que não foi identificado, pois, não portava documentos. De acordo com a polícia a ação foi realizada por quatro ou cinco pessoas que chegaram na propriedade rural, em Itamogi, e anunciaram o assalto. Os moradores da casa, de propriedade de um comerciante, foram rendidos. Durante a ação um funcionário que estava entre as vítimas tentou reagir e entrou em luta corporal com um dos marginais. Um integrante do grupo de bandidos foi atirar contra o funcionário que reagiu e acabou acertando o colega que faleceu na hora. O criminoso que não portava documentos e não foi reconhecido, continua sem ser identificado. Ato contínuo houve outro disparo de arma de fogo que atingiu a vítima que também veio a óbito. Outros quatro criminosos que participaram da tentativa de assalto fugiram, tendo levado a princípio um aparelho celular das vítimas. A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local. No local foi apreendida uma arma de fogo tipo rifle e munições calibre 22, que teriam sido dispensadas pelos marginais no momento da fuga. A perícia técnica também foi acionada para os trabalhos de praxe. Os corpos das duas vítimas foram encaminhadas para realização de autópsia no Instituto Médico Legal, de Passos. O sepultamento do funcionário deverá ocorrer possivelmente ainda hoje em Itamogi. Não há informações sobre o sepultamento do outro homem não identificado." São 4 ocorrências nas zonas rurais de Montes Claros, Bambuí e Passos, com consequências gravíssimas, principalmente as duas primeiras e a quarta, sendo que a terceira, em Passos, poderia também ter feridos e mortos, devido aos tiros disparados pelos assaltantes e à reação do proprietário, também empunhando arma de fogo. Se pesquisarmos mais, certamente teremos muitos outros exemplos de violência em zonas rurais de Minas Gerais, o que deve servir de alerta para os proprietários de sítios, fazendas, restaurantes, bares, hotéis ou outros estabelecimentos mais afastados das áreas urbanas, para que providenciem maior vigilância para suas propriedades, seja em conjunto com as Polícias Militar e Civil, ou através da contratação de empresas de segurança credenciadas para este serviço. O fato é que, quem não se previne, corre mais risco, tanto de ser assaltado ou, infelizmente, de ser ferido ou de até ser morto. Que Deus abençoe e proteja a todos.

  • Ruralistas pedem fim das invasões de terras

    17 Oct, 2018

    Os senadores Magno Malta e José Medeiros tranquilizaram os ruralistas do Norte de Minas, na tarde dessa terça-feira (16), quando asseguraram que acabarão as invasões de terras com apoio do Governo Federal, depois que Jair Bolsonaro tomar posse na Presidência da República, caso derrote o adversário no segundo turno das eleições. Eles vieram pedir o apoio da classe rural do Norte de Minas, para reverter a situação eleitoral na região, quando mostraram que o petista Fernando Haddad ganhou no primeiro turno. A reunião ocorreu no Parque de Exposições, organizado pela Sociedade e Sindicato Rural, e o Grupo Paz no Campo.

  • Afonso C S Guimarães

    13 Oct, 2018

    13/10/2018; 13h15m - Poluição sonora e falta de iluminação pública - Pensei que havíamos ficado livres desse teco-teco que faz propaganda de circo instalado em shopping de Montes Claros. Há alguns meses, várias pessoas reclamaram desse avião, inclusive eu, mas ele estava fora da cidade e agora volta a incomodar e muito, principalmente os bebês, idosos e enfermos, pela poluição sonora produzida por essa aeronave. Importante relembrar também que o Aeroporto de Montes Claros fica bem distante dos bairros mais centrais e mais habitados da cidade, onde o avião sobrevoa, fazendo piruetas, o que pode comprometer seriamente a segurança dos habitantes em caso de algum pouso de emergência. Gostaria também de abordar outro problema muito desagradável, relativo à iluminação pública na Rua Acácia de Paula, entre as ruas Cassimiro de Abreu e Iraci de Oliveira Novais, no bairro Cândida Câmara. Tem uma empreiteira de telecomunicações, que presta serviço à Oi, que executa seu trabalho, instalando cabos e equipamentos, tendo como suporte os postes da rede de distribuição da CEMIG, mas, no fim do dia, deixa a lâmpada do poste apagada e aí tenho que solicitar apoio ao Serviço de Iluminação Pública da Prefeitura, que atende com bastante presteza e qualidade, restabelecendo a iluminação, a meu pedido, como em 10/10/2018, às 18h50m. No entanto, anteontem, 11/10/2018, a lâmpada ficou apagada a noite toda, o que, inclusive, incentivou vândalos a quebrá-la. Foi substituida, mas permaneceu apagada também durante toda a noite de 12/10/2018. Esta situação coloca em risco a segurança dos moradores e dos transeuntes, já que a escuridão é total e até já pedi, mais uma vez, as providências do Serviço de Iluminação Pública, mas, devido o feriadão, talvez só a partir de 15/10/2018 a iluminação será restabelecida. Isto deve estar ocorrendo em vários outros locais da cidade, como fui informado, devido à desorganização das empreiteiras, como a que citei. Pagamos os impostos em dia e temos o direito de reivindicar serviços públicos de qualidade.

  • Cemig Distribuição

    11 Oct, 2018

    Cemig informa previsão do tempo para feriado de 12 de outubro e recesso -O recesso do feriado de Nossa Senhora Aparecida, entre 12 e 14 de outubro, será marcado por céu parcialmente nublado e chuva em quase todas as regiões mineiras, com mais intensidade e frequência na faixa centro-sul do estado.Apesar do tempo chuvoso, a previsão é de temperaturas acima dos 30oC na maior parte de Minas Gerais.Segundo Arthur de Paiva Neto, meteorologista da Cemig,na região Norte e nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, a previsão também é de céu nublado, com temperaturas em torno dos 40oC até o sábado, porém sem ocorrência de chuvas.

  • Afonso

    06 Oct, 2018

    Criança Feliz, Gente Inocente e 300 anos de Nossa Senhora Aparecida - escrito em 13/10/2017 Quando tinha 3 anos, percebi movimentos, agitação, muitas conversas, em frente à boite que havia no fundo da Praça de Esportes de Montes Claros, onde sempre ia com meus familiares, nas manhãs de Domingo. Mas naquele dia eu não entendia o que estava acontecendo. Só mais tarde, alguns anos depois, fui entender que, no dia anterior, 27/9/1952, um sábado, por volta das 18h30m, havia falecido num acidente de carro, na Via Dutra, o extraordinário cantor Francisco Alves. E, quase todos os dias, quando passava pela Rua Dr. Veloso, vindo do Grupo Escolar Dom João Pimenta, onde fiz o curso primário, entre 1956 e 1959, sempre ouvia uma locutora da Rádio Nacional, do Rio de Janeiro, Lúcia Helena, anunciando o início do programa que homenageava o Francisco Alves, o Rei da Voz: "Ao soar o carrilhão, dando as doze badaladas, ao se encontrarem os ponteiros na metade do dia, também os ouvintes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, no programa Luis Vassalo, se encontram com Francisco Alves, o Rei da Voz." E foi ouvindo "Criança Feliz", que o Francisco Alves compôs e gravou 24 dias antes de falecer, que, muito emocionado e sensibilizado pelo Dia das Crianças, pedi a Deus que abençoasse todas elas e, de modo especial, as famílias de Janaúba, que sofreram as perdas dos seus pequeninos e da Professora Helley, de modo tão trágico, em 5/10/2017. Minha mãe, Araci de Souza Guimarães, e minha avó, Alda Prates Guimarães, já falecidas, nasceram em São José do Gorutuba, antigo povoado, próximo de Janaúba, com sua igreja de 300 anos, como a imagem de Nossa Senhora Aparecida, tendo minha mãe mudado de lá na primeira metade dos anos 30, muito pequena ainda, também gente inocente. Que Nossa Senhora Aparecida abençoe o Brasil. Afonso Cláudio de Souza Guimarães

  • Afonso C S Guimarães (*)

    04 Oct, 2018

    Importante matéria do jornal "O Tempo", publicada hoje, referente a energia solar fotovoltaica que será consumida por agências do Banco do Brasil, em parceria com EDP - Energias de Portugal, SA. O Banco terá energia equivalente a 4.500 casas, com consumo médio de 2.400 kwh/ano. A primeira planta será de 150 mil m2, em Januária, com 15 mil painéis fotovoltaicos que totalizarão capacidade instalada de 5 MWp, gerando 11 GWh/ano. Foi assinado contrato de cerca de R$45 milhões. A operação está prevista para o ano que vem e vai abastecer 58 agências bancárias em Minas Gerais. O Banco será locatário, ao custo de R$2,9 milhões por ano, evitando despesa de R$6,5 milhões por ano, que seriam pagos à distribuidora de energia. A energia obtida com a usina mineira possibilitará uma economia de R$82 milhões na conta de energia, em um período de 15 anos, que é a duração do contrato com a EDP. A região deixará de emitir mais de 1.000 toneladas de gás carbônico, o equivalente ao plantio de mais de 7.000 árvores. (*) Engenheiro Eletricista https://www.otempo.com.br/capa/economia/banco-ter%C3%A1-energia-solar-equivalente-a-4-500-casas-1.2039824