• MDF TECHNOLOGY

    20 Feb, 2020

    Gazetanortemineira Ola, nossa oferta para este mes e a substituição do seu parque tecnologico e mao de obra de TI? Rack completo 10 Compuadores Completos Suporte de TI incluso Tudo isso por apenas R$ 161,00 / por dia. Acesse nosso site www.mdftechnology.com.br Att Equipe Vendas

  • Afonso Cláudio

    20 Feb, 2020

    Fotos históricas do Norte de Minas - Meu genro, Gonçalo Fernandes Alkmim, nasceu em Bocaiuva e morou por cerca de 40 anos em Mirabela, onde se casou com minha sogra, D. Maria José Rodrigues Alkmim, neta do Major Alexandre Rodrigues. Desta forma Mirabela, Bocaiuva, Montes Claros e Diamantina se unem hoje diante de fotos históricas ligadas a essas famílias, como uma que hoje completa exatamente um século, que foi tirada na fazenda Barroca dÁgua, do então Distrito de Bela Vista, atual Município de Mirabela, com as presenças do primeiro Bispo de Montes Claros, Dom João Antônio Pimenta, do Cônego Maurice Marcel Gaspar, do Major Alexandre Rodrigues, sua esposa D. Luiza Vieira Camelo, do seu filho Capitão Gregório Rodrigues, dos Srs. Dr. Herculino Pereira de Sousa e Coronel Antônio Augusto Spyer, e dezenas de outras pessoas, a grande maioria da familia Rodrigues. E também pelas fotos da exposição do fotógrafo bocaiuvense e que morou muitos anos em Diamantina, Chichico Alkmim, realizada em São Paulo, Rio de Janeiro, Poços de Caldas e atualmente em Belo Horizonte, conforme matéria de hoje do jornal "O Tempo": "A história política, social e cultural da primeira metade do século XX em Minas Gerais, mais especificamente em Diamantina, está sendo contada neste momento. Essa importante narrativa não ocupa as páginas dos livros nem as cenas de um filme ou documentário, mas sim as fotografias do mineiro de Bocaiuva, Chichico Alkmim (1886-1978), verdadeiras crônicas visuais que integram a exposição “Chichico Alkmim, Fotógrafo”, que chega à sua última semana no Palácio das Artes, onde está em cartaz desde novembro. Antes, São Paulo, Rio de Janeiro e Poços de Caldas haviam recebido a mostra..." https://www.otempo.com.br/diversao/exposicao-de-chichico-alkmim-em-bh-e-cronica-visual-de-uma-epoca-1.2299823 Afonso Cláudio de Souza Guimarães - Engenheiro

  • Apelo Canino

    19 Feb, 2020

    ♫ Ô abre alas que eu quero passar: O bloco da castração animal está passando para avisar que as inscrições já estão abertas! Anota aí as próximas datas: 07 e 08 e 21 e 22 de março. Para se inscrever, preencha o formulário no site https://www.apelocanino.org/castre. Assim que seu cadastro estiver pronto, vamos entrar em contato com você pelo WhatsApp (99123-3300) para confirmar e agendar seu horário. Adicione esse número nos seus contatos e nos dê um "Ok". ⚠ A inscrição antecipada é obrigatória e as vagas são limitadas! O preço é social e inclui: ✅ Administração de medicação para o pós operatório ✅ Plaquinha de identificação gravada ✅ Roupa cirúrgica ✅ Vacina contra a raiva A castração é a única forma de diminuir a procriação indesejada e o consequente abandono de animais na cidade.

  • Roberto Dantas

    19 Feb, 2020

    200 Gaiolas Metálicas (Grandes/Pequenas) - Vários Lotes Dia 21.Fev.2020 - 15:00 H, serão leiloadas 200 Gaiolas Metálicas Grandes/Pequenas em diversos lotes, material em excelente estado de conservação e por preços até 80% abaixo do preço atual de mercado. Excelente negócio de compra, cadastre-se agora mesmo em: www.fastsold.com.br, veja relação de lotes e fotos dos bens e mande seu lance. Saudações, Roberto Dantas-Leiloeiro Oficial www.fastsold.com.br / WhattsApp 11 97024-2066 comercial@fastsold.com.br / 13 30195619

  • Cemig Distribuição

    19 Feb, 2020

    Cemig orienta para segurança com rede elétrica durante o carnaval de Minas Gerais Minas Gerais tem um dos carnavais mais tradicionais do Brasil e leva milhões de pessoas para as ruas. Para garantir o divertimento dos foliões, a Cemig realizou uma série ações em toda a sua área de concessão para garantir a segurança com a rede elétrica. Entre os serviços realizados, a Cemig realizou manutenção nas redes de distribuição, conferiu conexões e condição dos cabos de energia em diversos locais nas cidades que promoverão a principal festa popular do Brasil. Os locais também receberam outras ações preventivas na rede elétrica para garantir a segurança dos foliões, como a poda de árvores, a substituição de equipamentos e correções nos circuitos, como substituição de postes e tensionamento dos cabos, inclusive das empresas de compartilhamento da infraestrutura, tais como fiações de tv a cabo, internet e telefonia. Em todo o estado, a Cemig investiu cerca de R$ 800 mil em obras de manutenção para evitar acidentes com a população. No Norte de Minas, a companhia investiu aproximadamente R$ 37 mil em manutenção e vistoria da rede elétrica. Além disso, a Cemig tem feito reuniões com blocos de carnaval e órgãos responsáveis, em alguns municípios, para garantir a segurança da população. Na região norte, a empresa realizou mais de 51 inspeções em locais onde serão realizados os eventos carnavalescos e pré-carnavalescos. Recomendações para os foliões João José Magalhães, gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig alerta que os trios elétricos e carros alegóricos, incluindo adornos, mastros, enfeites e cobertura removível para chuva, devem ficar com a altura de no mínimo 1,5 metro inferior à altura da rede elétrica. O gerente da Cemig ressalta, ainda, que as redes de telecomunicações ficam afixadas nos mesmos postes e estão posicionadas logo abaixo da rede elétrica. “´É expressamente proibido ‘suspender’ essas redes de telecomunicação. Além disso, se o veículo de som ou trio elétrico se enroscar nesses fios, há risco de o poste se quebrar ou, ainda, dos cabos de telecomunicação se romperem e serem projetados contra a rede elétrica, o que provocaria curto circuito com risco de choque elétrico às pessoas próximas”, finaliza. Serpentinas metálicas Desde 2012 vigora em Minas Gerais a Lei 20.374, que proíbe a produção, venda e uso do produto de serpentinas metálicas e seus similares. O estabelecimento comercial que descumprir a lei pode sofrer uma multa de R$ 6 mil e, em caso de reincidência, o valor dobra, além de ele ferir o Código de Defesa do Consumidor. Ainda de acordo com o gerente de Saúde e Segurança da Cemig, as serpentinas e confetes comumente contêm metal em sua composição e podem causar curto-circuito quando em contato com a rede elétrica, por isso são itens perigosos e não devem ser utilizados no carnaval. “Acidentes podem ser provocados por esses artefatos quando arremessados em direção à rede elétrica. Dessa forma, as pessoas não devem atirar, em hipótese alguma, nenhum objeto em direção aos cabos e equipamentos da Cemig, nem mesmo os sprays de espuma, que são condutores de eletricidade”, afirma Magalhães. A Cemig tem feito um trabalho junto às Prefeituras Municipais, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Civil para que haja fiscalização preventiva em estabelecimentos que comercializam as serpentinas metálicas, além de fazerem autuação em caso de pessoas que manipulem os artefatos durante o carnaval. 19.02.2020 l Classificação: Público Gerência de Comunicação e Marketing Contatos: 31 2025 / 2033 / 2793 Plantão: 31 97145 5063

  • Cemig Distribuição

    19 Feb, 2020

    Cemig orienta para segurança com rede elétrica durante o carnaval de Minas Gerais Minas Gerais tem um dos carnavais mais tradicionais do Brasil e leva milhões de pessoas para as ruas. Para garantir o divertimento dos foliões, a Cemig realizou uma série ações em toda a sua área de concessão para garantir a segurança com a rede elétrica. Entre os serviços realizados, a Cemig realizou manutenção nas redes de distribuição, conferiu conexões e condição dos cabos de energia em diversos locais nas cidades que promoverão a principal festa popular do Brasil. Os locais também receberam outras ações preventivas na rede elétrica para garantir a segurança dos foliões, como a poda de árvores, a substituição de equipamentos e correções nos circuitos, como substituição de postes e tensionamento dos cabos, inclusive das empresas de compartilhamento da infraestrutura, tais como fiações de tv a cabo, internet e telefonia. Em todo o estado, a Cemig investiu cerca de R$ 800 mil em obras de manutenção para evitar acidentes com a população. No Norte de Minas, a companhia investiu aproximadamente R$ 37 mil em manutenção e vistoria da rede elétrica. Além disso, a Cemig tem feito reuniões com blocos de carnaval e órgãos responsáveis, em alguns municípios, para garantir a segurança da população. Na região norte, a empresa realizou mais de 51 inspeções em locais onde serão realizados os eventos carnavalescos e pré-carnavalescos. Recomendações para os foliões João José Magalhães, gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig alerta que os trios elétricos e carros alegóricos, incluindo adornos, mastros, enfeites e cobertura removível para chuva, devem ficar com a altura de no mínimo 1,5 metro inferior à altura da rede elétrica. O gerente da Cemig ressalta, ainda, que as redes de telecomunicações ficam afixadas nos mesmos postes e estão posicionadas logo abaixo da rede elétrica. “´É expressamente proibido ‘suspender’ essas redes de telecomunicação. Além disso, se o veículo de som ou trio elétrico se enroscar nesses fios, há risco de o poste se quebrar ou, ainda, dos cabos de telecomunicação se romperem e serem projetados contra a rede elétrica, o que provocaria curto circuito com risco de choque elétrico às pessoas próximas”, finaliza. Serpentinas metálicas Desde 2012 vigora em Minas Gerais a Lei 20.374, que proíbe a produção, venda e uso do produto de serpentinas metálicas e seus similares. O estabelecimento comercial que descumprir a lei pode sofrer uma multa de R$ 6 mil e, em caso de reincidência, o valor dobra, além de ele ferir o Código de Defesa do Consumidor. Ainda de acordo com o gerente de Saúde e Segurança da Cemig, as serpentinas e confetes comumente contêm metal em sua composição e podem causar curto-circuito quando em contato com a rede elétrica, por isso são itens perigosos e não devem ser utilizados no carnaval. “Acidentes podem ser provocados por esses artefatos quando arremessados em direção à rede elétrica. Dessa forma, as pessoas não devem atirar, em hipótese alguma, nenhum objeto em direção aos cabos e equipamentos da Cemig, nem mesmo os sprays de espuma, que são condutores de eletricidade”, afirma Magalhães. A Cemig tem feito um trabalho junto às Prefeituras Municipais, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Civil para que haja fiscalização preventiva em estabelecimentos que comercializam as serpentinas metálicas, além de fazerem autuação em caso de pessoas que manipulem os artefatos durante o carnaval. 19.02.2020 l Classificação: Público Gerência de Comunicação e Marketing Contatos: 31 2025 / 2033 / 2793 Plantão: 31 97145 5063