• Afonso Cláudio

    20 Aug, 2019

    Mais um crime hediondo com idosos em Montes Claros, 17 dias após o do Sr. Ubaldino Pereira Veloso, desta vez sendo vítima de latrocínio a Sra. Elvira Cataruci Albertini, de 66 anos, professora aposentada, "encontrada morta dentro de uma casa no Bairro Santa Rita I, em 19/8/2019". Conforme a Polícia Civil o suspeito do crime tem passagens por roubo e estupro. Reiteramos os dizeres da mensagem 84137, do montesclaros.com: "Mensagem N° 84137 De: Afonso Cláudio Data: Seg 5/8/2019 21:07:15 Cidade: Belo Horizonte No primeiro semestre de 2019 ocorreram 8 homicídios em Montes Claros, com 2 homicídios por 100.000 habitantes (mensagem 84095), o que indicava que neste ano teríamos uma redução ainda maior do que nos anos anteriores, mas, infelizmente, diante da brutalidade, monstruosidade e covardia de um assassinato como o do Sr. Ubaldino Pereira Veloso, em 2/8/19, um idoso, enfermo, indefeso, lamentado profundamente por toda a cidade, vemos que a eficácia da prevenção contra crimes tão hediondos deveria ter uma avaliação e tratamento especiais, por parte do sistema de Segurança Pública, com rigor muito maior do que outros tipos de crimes. Não só a quantidade, mas a gravidade dos crimes exige uma atuação rigorosa do policiamento preventivo e retirada do convívio social de possíveis criminosos de altíssimo grau de periculosidade, antes que seja tarde. Eng. Afonso Cláudio de Souza Guimarães."

  • Cemig Distribuição

    20 Aug, 2019

    Nesta quarta (21/08) haverá manutenção da Cemig em bairros de Montes Claros Fornecimento de energia será interrompido para alguns clientes A Cemig avisa que fará serviços de manutenção na rede elétrica de Montes Claros. Para maior segurança, será necessário interromper o fornecimento de energia de alguns consumidores do bairro Major Prates, nesta quarta- feira (21/08). Durante esse período, caso precise mexer na instalação elétrica interna de sua residência, o consumidor deverá desligar antes a chave geral (disjuntor) para sua segurança, pois se os serviços programados forem concluídos antes do prazo informado, o retorno da energia elétrica poderá ser antecipado. Caso ocorra algum fato que impeça a realização dos serviços, essa interrupção poderá ser cancelada sem prévio aviso. Confira os locais dos desligamentos: Das 10:00 às 13:00 RUA PROFESSOR RAIMUNDO NE Entre números 736 e 930, MAJOR PRATES AV CASTELAR PRATES Entre números 247 e 395, MAJOR PRATES RUA NECO SANTA MARIA Entre números 677 e 837, MAJOR PRATES Cliente pode receber aviso de interrupção por e-mail A Cemig disponibiliza aos seus clientes a opção de receber por e-mail informações sobre interrupção programada para manutenção do sistema elétrico e alerta de contas em atraso. O serviço é gratuito e pode ser habilitado na Agência Virtual Cemig, disponível no endereço www.cemig.com.br.

  • Afonso Cláudio

    18 Aug, 2019

    "Atlas da Violência mostra queda da criminalidade em Moc" - Conforme matéria de 14/01/2019, do G1/Grande Minas, "Números de homicídios em Montes Claros têm redução de 32%, diz Polícia Civil". Em 2017 ocorreram 46 homicídios e em 2018 foram 34, com redução de 32%. Portanto, para uma população de 400.000 habitantes, o índice homicídios por 100 mil habitantes foi 8,5 em 2018, e 11,5 em 2017, bastante inferiores ao citado pela matéria de 16/8/2019, da Gazeta Norte Mineira, referente a 2017: "...Na lista das cidades menos violentas, a maior cidade do Norte de Minas apresenta a taxa estimada de homicídios de 20,3 para cada 100 mil habitantes...". Tudo indica que o atual índice de Montes Claros seja bem inferior mesmo a 20,3 homicídios/100.000 habitantes, como destacamos na mensagem de 12/7/2019, publicada neste Mural, a não ser que os critérios de inclusão das ocorrências e do cálculo dos índices, pelo IPEA/Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no "Atlas da Violência/2019", sejam muito diferentes dos adotados pela Polícia Civil de Montes Claros. Afonso Cláudio de Souza Guimarães - Engenheiro

  • Cemig Distribuição

    14 Aug, 2019

    Nesta quinta (15/08) haverá manutenção da Cemig em bairros de Montes Claros Fornecimento de energia será interrompido para alguns clientes A Cemig avisa que fará serviços de manutenção na rede elétrica de Montes Claros. Para maior segurança, será necessário interromper o fornecimento de energia de alguns consumidores dos bairros Roxo Verde, Povoado Vila Nova de Minas, nesta quinta- feira (15/08). Durante esse período, caso precise mexer na instalação elétrica interna de sua residência, o consumidor deverá desligar antes a chave geral (disjuntor) para sua segurança, pois se os serviços programados forem concluídos antes do prazo informado, o retorno da energia elétrica poderá ser antecipado. Caso ocorra algum fato que impeça a realização dos serviços, essa interrupção poderá ser cancelada sem prévio aviso. Confira os locais dos desligamentos: Das 11:00 às 17:00 RUA AFONSO ANDRE RODRIGUES número 5, ROXO VERDE RUA SEBASTIAO DINIZ Entre números 26 e 200, ROXO VERDE RUA SANTA HELENA Entre números 5 e 23, ROXO VERDE RUA LIRIO Entre números 1 e 99999, POVOADO VILA NOVA MINAS PCA DIVINO SOARES Entre números 2 e 7324, POVOADO VILA NOVA MINAS PATRICIA CARDOSO S Entre números 9999 e 9999, AREA RURAL RUA DALIA Entre números 10 e 3623, POVOADO VILA NOVA MINAS AV MONTES CLAROS Entre números 3 e 7679, POVOADO VILA NOVA MINAS RUA GREGORIO RIBEIRO Entre números 6 e 4626, POVOADO VILA NOVA MINAS PCA SANTA TEREZINHA Entre números 1 e 7449, POVOADO VILA NOVA MINAS RUA VIOLETA Entre números 4 e 5586, POVOADO VILA NOVA MINAS RUA JASMIM Entre números 4 e 7, POVOADO VILA NOVA MINAS Cliente pode receber aviso de interrupção por e-mail A Cemig disponibiliza aos seus clientes a opção de receber por e-mail informações sobre interrupção programada para manutenção do sistema elétrico e alerta de contas em atraso. O serviço é gratuito e pode ser habilitado na Agência Virtual Cemig, disponível no endereço www.cemig.com.br.

  • Afonso Cláudio

    10 Aug, 2019

    Abradee lança campanha nacional para evitar acidentes na rede elétrica - Associação que reúne todas as distribuidoras de energia do país, com apoio da Aneel, chama atenção para os riscos da eletricidade com o slogan "É aí que mora o perigo, eu me ligo na vida!". Na Semana Nacional de Segurança com Energia Elétrica, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) lançou, nesta segunda-feira (5/8), uma campanha para intensificar o combate aos acidentes. Levantamento da entidade apontou que foram registrados pelas concessionárias 891 acidentes em 2018, sendo 271 com vítimas fatais. Os números mostram um leve aumento em relação ao anos anteriores. Em 2016 e 2017, os acidentes somaram 772 e 863 e aqueles que levaram a mortes, 240 e 252, respectivamente. Para reverter esse crescimento, a campanha vai focar nas sete principais causas de acidentes, com o slogan “É aí que mora o perigo, eu me ligo na vida!”. No ano passado, mais da metade dos acidentes (55%) ocorreram durante a construção ou manutenção predial. Foram 89 mortes em ocorrências desse tipo. As demais causas foram: cabos energizados no solo (12%); operações com guindastes (9%); ligação elétrica clandestina (7%); podas de árvore (7%); pipas ou papagaios (6%); e antenas de TV (4%). O presidente da Abradee, Marcos Madureira, afirmou que os objetivos da campanha são ampliar a divulgação do que vem sendo realizado para evitar os acidentes, conscientizar a população e atender as recomendações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Temos uma relação contínua junto às distribuidoras, que desenvolvem programas nas suas áreas de concessão, sobretudo nos canteiros de obras, onde há mais acidentes”, explicou. Segundo Madureira, a maior parte dos acidentes são em função de distrações em relação à rede elétrica. “Por isso o slogan chama a atenção para os perigos”, ressaltou. “Soltar pipa é um grave problema, acentuado nesta época do ano. A orientação é que, se enroscar na rede elétrica, não tente soltar a pipa”, alertou. O furto de energia também é causa de muitos acidentes, acrescentou o presidente da Abradee. Outro aspecto que merece atenção, disse Madureira, são as pequenas construções ou reformas, que oferecem muitos riscos. “São obras pequenas, às vezes executadas por pessoas sem conhecimento ou que não respeitam princípios urbanísticos. Casas que avançam no limite da rua e se aproximam demais das redes elétricas, colocando em risco quem trabalha nas obras”, exemplificou. Negligência Presente no lançamento da campanha, Sandoval Feitosa, diretor da Aneel, destacou a importância do combate e prevenção de acidentes. “A eletricidade requer cuidados constantes para sua utilização”, disse. Segundo ele, dois grupos são responsáveis pelos acidentes: os que conhecem, mas negligenciam o seu uso; e os que desconhecem os riscos com eletricidade. “Os acidentes por negligência ocorrem com pessoas que lidam com eletricidade. Por isso, existem ações por parte das empresas. Mas também ocorrem com profissionais, eletricistas, que atuam à margem do processo formal e técnico. Vão fazer gambiarras e ligações clandestinas e acabam colocando em risco sua vida e de outras pessoas”, alertou. Mas o grande foco da campanha, segundo o diretor da Aneel, é a população em geral. Fonte: Correio Braziliense - Simone Kafruni, 05/08/2019 Afonso Cláudio de Souza Guimarães - Engenheiro Eletricista

  • Afonso Cláudio

    10 Aug, 2019

    Acidentes com motos - Conforme matéria do G1/Grande Minas, de 08/08/2019, "Motociclista fica gravemente ferido após desrespeitar placa de pare e ser atingido por carro em Montes Claros". Trata-se do acidente ocorrido anteontem à tarde, na esquina das ruas São Paulo e Santa Lúcia, Bairro Todos os Santos, Montes Claros. Nas minhas mensagens de 26/8/2018 e 24/6/2019, por exemplo, publicadas por este Mural, abordei este assunto de acidentes com motos, ficando muito claro que, independente do motociclista ser ou não culpado pelo acidente, sempre é ele que sofre as piores e mais graves consequências. Mais uma vez prevalece a sugestão: "...em todas as esquinas, reduzam a velocidade, tendo a preferência ou não", válidas para motociclistas, ciclistas e outros veículos. Prevalecem também as demais sugestões para a direção segura do veículo, em especial para o motociclista, considerando a fragilidade das motos em relação aos demais veículos e ao elevado número de acidentes graves e fatais com seus condutores.