Chuvas dos últimos dias aumentam as expectativas do produtor rural no Norte de Minas

Pecuarista apostou em tecnologias para melhorar a produtividade

Especialista afirma que este é o momento ideal para investir na agropecuária

“As chuvas chegaram para confirmar que dias melhores virão para o produtor rural neste ano”, disse o pecuarista, Antônio Augusto Athayde Júnior, que trabalha há 24 anos com a atividade no município de São João da Ponte, Norte de Minas, onde choveu 260 milímetros (mm) nos primeiros dias de fevereiro.

Júnior Athayde é mais um dos produtores rurais que se surpreendeu com o volume de água que caiu no fim de semana na região. Desde a última sexta-feira (2) o volume de chuvas superou as expectativas do mês, ao contrário do que ocorreu em janeiro, mês que se esperava mais chuvas.

De acordo com informações do Instituto Nacional Meteorologia (INMET), só no município de Montes Claros, choveu 270 milímetros entre os dias 2 e 6 de fevereiro. A Barragem de Juramento, que abastece 65% da cidade, aumentou o volume de água de 20,39% para 33%, e subiu 2,58 metros. Em janeiro, choveu apenas 43 mm.

Segundo o especialista em Recursos Hídricos em Irrigação e professor do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Flávio Gonçalves de Oliveira, a média de chuvas esperada para fevereiro era próximo a 100 milímetros, e só nó domingo (4), foram registrados 117,8 milímetros. “Este é o começo de um novo cenário positivo para o agronegócio na região. Em menos de uma semana, conseguimos atingir um volume pluviométrico referente a dois meses. As previsões são muito boas para este ano, será um período de recuperação dos prejuízos causados pela seca”, ressalta.

Na oportunidade, Flávio afirmou que esta é a época ideal para investir no agronegócio. “As chuvas chegaram em um momento muito oportuno para o produtor rural. Se antes ele estava receoso de investir na atividade, agora deve ficar mais confiante, pois estudos meteorológicos indicam que os próximos anos também serão bons de chuvas, trazendo prosperidade para o campo”, disse.

O zootecnista e diretor técnico da Tecnutri, João Newton Pereira Lopes, ressalta que o comportamento das chuvas dos últimos dias, confirma a previsão de alguns especialistas meteorológicos, sugerindo que um novo ciclo climático possa está iniciando. “A expectativa é que haja uma recuperação das pastagens da região e consequentemente, o crescimento do rebanho e do agronegócio em geral. Com disso, favorecerá a economia do país, uma vez que, o agronegócio é considerado, hoje, o setor mais importante para a integração de diversos setores da economia brasileira”, afirmou.

 

O segredo é prevenir

 

A pecuarista de Montes Claros, Cristina Rebello Athayde, que é referência na atividade pecuária da região, apostou em tecnologias para melhorar a produtividade do seu rebanho, como, reforma de pastagens, produção de silagem e uso de suplementação mineral diferenciada. Agora com a chegada das chuvas, ela conta que a expectativa para potencializar a atividade é ainda maior. “Fico muito feliz com a quantidade de chuva que tivemos nos últimos dias, pois há muito tempo não víamos isso. O campo precisava de chuvas como essas. Mesmo com as boas previsões, é importante prevenirmos e ter uma assistência técnica comprometida para nos auxiliar na suplementação correta do rebanho, de acordo com cada categoria”, comenta.