Goiás se apodera do pequi produzido no Norte de Minas

O Estado de Goiás está se apoderando do protagonismo do Pequi do Norte de Minas, colocando em risco esse acervo biológico, cultural e gastronômico, conforme alerta da consultora gastronômica Bernardeth Guimarães da Silva, na noite de segunda-feira, no auditório do Dubai Hotel, quando foi apresentado o concurso Sabores do Cerrado, que será realizado simultaneamente com a Festa Nacional do Pequi. Ela explica que, como o Centro-Oeste tem realizado mais eventos com esse fruto, principalmente com pesquisas, acaba apresentando-se como protagonista do Pequi. Ela alertou que agora está surgindo o Pequi Gigante, do Amazonas.

O risco do Norte de Minas em perder essa primazia a levou a registrar em cartório. O concurso gastronômico movimentará bares e restaurantes de Montes Claros. Os coordenadores Lucas Lafetá e Marco Tulio Moreira explicam que a proposta é colocar pratos com os frutos desse bioma, inclusive o Pequi. Os pratos serão apreciados em quatro categorias: tira gosto, prato principal, bebidas e sobremesa. Na sua palestra, Bernadete Guimarães, que é consultora internacional, salienta que tem apresentado a culinária do Norte de Minas em vários países, como na Itália. Ela anunciou que o professor Teddy Marques, do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG está concluindo a pesquisa sobre a produção do azeite de pequi, assim como em pouco tempo começará a ser produzido o caldo de pequi em tablete.