13 de Maio: Abolição: Uma liberdade a conquistar! José Gomes Filho Presidente da Coordenadoria das Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Montes Claros

2019, nós negros e negras continuamos na luta por uma sociedade de liberdade plena! São 131 anos de resistência e combate a todas as formas de preconceitos e racismo, pois uma liberdade de fato só ocorrerá por meio da luta diária do povo negro.  Cada vez  mais sentimos que é necessário intensificar  o diálogo com a população, uma vez que  tem sido recorrentes e crescentes os casos de racismo no Brasil e a conjuntura politica atual tenta construir  no ideário social  uma politica de exclusão e incentivo  à violência em nome da segurança do “cidadão de bem”.

A negação do direito de se conquistara liberdade vem sendo reforçada pela  propagação da liberação do porte de  armas. Nesse sentido, é preciso refletir sobre o genocídio da juventude negra, uma vez que dados apontam que   no nosso país a cada 23 minutos  um jovem negro é morto e também  71 % dos casos de feminicídios  e tentativas de assassinato com arma de fogo pelos atuais ou  ex-companheiros  são contra mulheres negras. Armar a população não propõe segurança, mas sim coloca o  povo preto e pobre  na berlinda.

Essa conjuntura excludente aponta para um  aniquilamento de direitos e  de politicas públicas que buscam corrigir as grandes desigualdades sociais que são  resquícios da  colonização e do regime escravocrata  que não acabou no 13 de maio de 1888. Por isso, é fundamental chamar a atenção dos grupos negros (capoeiristas, movimentos e organizações social, povo de Santo, quilombolas entre outros)  e  também  de estudantes e professores negros e não negros  para unir forças  e  lutar  contra toda forma de   exclusão, preconceitos e  racismos, na proposta de que a  liberdade seja  uma construção coletiva e mais do  nunca deve ser entendida como um direito social.

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif