Amams e MP fazem live sobre crianças e adolescentes do Norte de Minas e Rio Doce

A Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) é uma das organizadoras do Ciclo de Lives “O direito à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes após 30 anos do ECA”, a ser realizado a partir dessa terça-feira, dia  15, às 16 horas e que prossegue nos dias16 e 17 de setembro e que tem como destaque o fato de ser realizado em conjunto para o Norte de Minas e Vale do Rio Doce, em iniciativa inédita envolvendo as duas regiões. O evento é organizado pela Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça de Defesa da Educação e dos Direitos da Criança e do Adolescente do Norte de Minas e Vale do Rio Doce, Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes do Estado de Minas Gerais e outras instituições, como a Universidade Estadual de Montes Claros, Fórum Mineiro de Conselheiros Tutelares, Cimams e Sedese de Montes Claros.

O presidente da Amams, Lara Batista Cordeiro, prefeito de Ibiaí, lembra que a história mostra a importância desse tipo de evento unificado no Norte de Minas, iniciado quando em 2015 a Associação dos Municípios do Médio São Francisco (Ammesf) decidiu promover a capacitação unificada dos Conselheiros Tutelares do Norte de Minas, tendo apoio do Ministério Público e da Amams. Depois a Amams abraçou essa capacitação, que foi institucionalizada pelo Ministério Público e serviu de padrão para todo Estado. Agora, vem essa capacitação para a convivência familiar e comunitária. Ele lembra que a Amams faz questão de participar desse evento, como forma de alinhar as propostas e ações.

A coordenadora do Departamento de Políticas Sociais da Amams, Laila Tatiane afirma que “esse ciclo de lives vem a contribuir no fortalecimento do nivelamento do entendimento em relação as políticas públicas voltadas para criança e adolescente, uma vez que terá profissionais de todas as áreas que compõe a rede. No intuito, de entender um pouco sobre a dinâmica e atuação entre este segmento vinculado ao que o estatuto da criança e adolescente preconiza pautado nos principais direitos estipulados pelo ECA. Iniciativa como esta propõe fortalecer as ações junto aos municípios e a Amams, vem atuando sempre nesta linha, ofertando formação continuada para conselheiros, gestores e técnicos que atuam na Assistência Social, e mais uma vez, estamos contribuindo nestas pautas, no intuito de viabilizar o aperfeiçoamento do atendimento voltado para o público atendido”.

O objetivo das lives é fomentar o diálogo entre os atores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente, visando a sensibilizar os profissionais do direito, os gestores municipais e demais profissionais da rede de atendimento sobre a necessidade de aprimorar a política municipal de convivência familiar e comunitária. O evento será transmitido pelo canal Youtube do curso de Serviço Social da Unimontes. A Amams acionou todos profissionais envolvidos no  SUAS, todos conselheiros tutelares e  conselheiros de Direitos da Criança e do Adolescente para participarem do evento.