CMDCA seleciona 18 entidades da sociedade civil

O Conselho Municipal de Direitos das Crianças e Adolescentes habilitou 18 entidades da sociedade civil que podem participar das eleições do órgão nesse ano. Quem desejar contestar essa habilitação tem de fazer até amanhã (2). As instituições habilitadas são a Associação de Educação Sagrado Coração de Maria (Aescom- Berlaar), Associação de Resgate da Dignidade Humana Providência, Associação Judô Caminhos Suave, Associação Mantenedora da Guarda Mirim de Montes Claros, Associação Paula Elizabete, Associação São Bento (Chácara São José), Associação Sociedade Educacional Mendonça e Silva Centro Pedagógico Capelo Gaivota.

Tem ainda Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas, Centro Social e Artesanal para Crianças e Adolescentes, Fundação Clarice Albuquerque (Vovó Clarice), Fundação Fé e Alegria do Brasil, Grupo de Apoio a Prevenção aos Portadores da AIDS (Grappa), Instituição Social de Amor Cristão (Isac), Instituto de Desenvolvimento Educacional Mineiro (Minas Social), Lar Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Pastoral do Menor da Paróquia São João Batista, Projeto Social Comunitário Corrente do Amor e Rede Cidadã Montes Claros.

O Conselho Municipal de Direitos das Crianças e Adolescentes é responsável pelo Fundo da Infância e da Adolescente, que é captado com as pessoas e empresas que desejam fazer a doação e deduzir no imposto de renda. Montes Claros arrecadou R$ 609.336,58 de doações no imposto de renda, o que equivale a 3,78% da sua potencialidade de R$ 16.131.059,47. Uma campanha foi lançada para chegar a R$ 1,8 milhões. Na base de dados da Receita Federal do Brasil, atualizada em 4 de julho de 2020, Montes Claros possui 981 associações e 32 fundações ativas. (GA)