CODEMC DISCUTE NOVA AVENIDA SANITÁRIA DE MONTES CLAROS

Reunião do CODEMC realizada na manhã de ontem

O Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Montes Claros discutiu na manhã de ontem (8) a construção da avenida Sanitária Leste da cidade, em novo sistema viário, em avenida com aproximadamente quatro quilômetros de extensão, saindo do Anel Rodoviário, no bairro Alto Boa Vista, passando pelos bairros Delfino Magalhães e Vila Anália, desaguando na avenida Antônio Lafetá Rebello, no córrego das Melancias e que cairá na avenida Governador Magalhães Pinto, de acesso ao Aeroporto. O traçado da nova Avenida Sanitária deverá custar R$ 20 milhões, para ser executada a partir de 2021. 

O secretário municipal de Infraestrutura, Guilherme Guimarães, fez a apresentação na reunião ordinária do CODEMC, realizada no Buffet Favoritos, onde mostrou o novo sistema viário da cidade. Ele anunciou ainda a conclusão da avenida Irmão Jaime e Damião, no Edgar Pereira; além da duplicação da avenida João XXIII no trecho de um quilometro de acesso ao Distrito Industrial. O secretário esclareceu que as pontes nas avenidas José Correa Machado, Sidney Chaves e João XXIII estão em fase bem adiantadas de projeto e obras.

Ainda na sua exposição, Guilherme Guimarães informou que em pouco tempo será iniciada a obra da avenida Luiz de Paula Ferreira, que interligará a Cidade Administrativa com o Distrito Industrial, em obra orçada em R$ 3 milhões e realizada por empresa, como compensação imobiliária. Ele citou que as outras obras viárias, como as avenidas Avilmar Oliveira, Manoel Caribé Filho, Vicente Guimarães, Cintra e Dulce Sarmento/Melancias estão bem avançadas. (GA)