Empresas da Dinamarca e EUA bancam laboratório em Moc

 Novo Nordisk

As empresas Novo Nordisk, da Dinamarca e MSD Saúde Animal, dos Estados Unidos, além do Tribunal de Justiça de Minas Gerais doaram R$668 mil para viabilizar a implantação e funcionamento do Laboratório de Exames do Covid-19 do Norte de Minas, que foi instalado no Hospital Universitário. A Novo Nordisk doou R$350 mil em dinheiro e ainda viabilizou mais R$100 mil para a compra de novos equipamentos; assim como a MSD, que adquiriu a Vallée pagou R$56 mil. A Justiça doou R$ 162 mil. À expectativa é que uma carga de insumos, vindo dos Estados Unidos, permita iniciar os exames dos casos do Norte de Minas.

Credenciado oficialmente para a realização dos testes da doença, o Laboratório de Pesquisas passa pelo processo de estruturação adequada para reforçar o atendimento à demanda da Funed. “A partir do nosso credenciamento, estamos dentro do cronograma estabelecido para que o Laboratório seja equipado e possa ampliar a capacidade de atendimento de exames por parte do Estado”, explica o professor André Luiz Sena Guimarães, pró-reitor de Pós-Graduação da Unimontes e um dos pesquisadores da equipe do doutorado em Ciências da Saúde responsável pela coordenação do laboratório.

Um dos pontos destacados no encontro foi à efetiva participação da iniciativa privada e de outros mecanismos públicos no suporte à estrutura que a Unimontes precisa incrementar para dar início aos testes. A Universidade já conta com quase R$700 mil em doações concretizadas para a compra de insumos e equipamentos para o laboratório, sendo R$ 162 mil repassados pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), R$ 56 mil oriundos da MSD Saúde Animal e R$ 350 mil da Novo Nordisk, que ainda doou a máquina RT-PCR, valor de R$ 100 mil, para ampliar a capacidade de testes.

“O mais importante neste momento é que conseguimos a união de esforços. Todos os recursos são bem-vindos e haverá outras necessidades mais adiante. Precisamos de parceiros, ainda mais neste momento em que todos no País e no Mundo, ao mesmo tempo, têm a urgência dos insumos necessários para a realização dos testes. A espera era calculada e, a partir da ajuda da Novo Nordisk, MSD e do TJMG conseguimos comprar estes insumos. Estão pagos e aguardando a entrega, que deverá acontecer nos próximos dias. Atualmente, os testes estão concentrados na sede da Funed, em Belo Horizonte, com média de três dias para a divulgação do resultado. É importante que a nossa estrutura esteja à disposição mais adiante, já que a tendência é de alta do pico de casos da doença para o próximo mês”, explica o professor.