Fórum debate como Montes Claros cumprirá objetivos sociais

As discussões sobre como Montes Claros pode cumprir os objetivos de Desenvolvimento Sustentável proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU), foram discutidos no 1º Fórum de Desenvolvimento Sustentável, realizado na quinta-feira (16), em Montes Claros e trouxe a cidade o embaixador da Universidade de Salamanca da Espanha no Brasil, Ricardo Munoz Singi. O evento surgiu de uma iniciativa da sociedade civil  organizada, sob a coordenação da montes-clarense Daniela Santos, que é consultora da Unesco em Brasília e Edenilson Durães, do Observatório Social de Montes Claros, que está em fase de instalação.

Na abertura do evento, o reitor da Unimontes, padre Antônio Alvimar Souza ressaltou que “a sustentabilidade deve ser vista de forma mais abrangente, considerando os valores éticos e a proteção dos recursos naturais”. “Não tem como pensar a sustentabilidade desvinculada da ética e dos cuidados com a vida”, disse o reitor. Ele lembrou que “cada vez mais, exigimos mais conforto; consumos cada vez mais e produzimos mais lixo”. Ele ressaltou que a busca de um mundo sustentável não pode ser vista apenas pelo lado econômico. “A sustentabilidade tem que ser pensada de tal forma que sejam consideradas todas as expressões da vida. Este é o grande desafio do homem”, alertou, chamando atenção para a preservação da água e dos demais recursos da natureza.

O embaixador da Universidade de Salamanca (Espanha) no Brasil, Ricardo Munoz Singi  destacou a importância de o evento ser sediado em uma instituição de ensino superior. “A Universidade é, sem dúvida, a instituição mais importante do País”, declarou.  Os 17 objetivos são de erradicar a pobreza; erradicar a fome; saúde de qualidade; educação de qualidade; igualdade de gênero; água potável e saneamento; energias renováveis e acessíveis; trabalho digno e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestruturas; reduzir as desigualdades, cidades e comunidades sustentáveis; produção e consumo sustentáveis; ação climática; proteger a vida marinha; proteger a vida terrestre; paz, justiça e instituições eficazes; e parcerias para a implementação dos objetivos. (GA)

o evento