Lira terá resultado com perspectivas de risco de surto

Sairá hoje o resultado do Levantamento de Índice Rápido para (LIRAa), com a perspectiva de apresentar aumento em relação ao último dado, chegando a 4,0 e com isso, deixando a cidade em risco de surto.  A Prefeitura de Montes Claros, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), está realizando o levantamento em todos os bairros da cidade. O trabalho teve início no dia 6 e hoje o resultado, para que o Centro de Controle de Zoonose centralize esforços naqueles bairros com maior quantidade de focos do Aedes aegypti, mosquito responsável por transmitir a dengue, o zika e a chikungunya.

A cidade de Montes Claros apresentou índice de 3,1 no último levantamento. Porém com as chuvas e muitas famílias viajando, deixando as casas fechadas, corre risco de ter aumentado esse índice. De acordo com Flamarion Cardoso, coordenador do CCZ, “as equipes estão visitando as casas e dando orientações aos moradores para fazer a remoção dos possíveis criadouros e dos focos existentes nesses locais. Grande parte dos focos é encontrada em recipientes usados nas residências para acondicionar água. Pedimos à população que olhe os tambores, para evitarmos a infestação das larvas do mosquito transmissor”, destaca.

Ainda segundo o coordenado do CCZ, "estamos intensificando essas visitas domiciliares para conscientizar a população sobre os riscos dessa infestação, uma vez que o vírus ficou presente no nosso município. A melhor forma de evitar que a população adoeça é evitar o nascimento do mosquito. E por isso recomendamos que a população disponibilize o lixo no horário em que o caminhão passa para recolher, não descarte resíduos sólidos e restos de material de construção em lotes vagos, tape sempre os tambores e caixas d’água e faça a inspeção pelo menos duas vezes por semana no domicílio".

“Caso a pessoa sinta sintomas como dor de cabeça ou febre, a recomendação é procurar o mais rápido possível uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou a Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro para que seja feita a notificação e assim o CCZ possa fazer essa intensificação naquele território, pra evitar que outras pessoas adoeçam”, observa Flamarion. O Ministério da Saúde define que o Índice de Infestação Predial com menos de 1% é considerado satisfatório. Até 3,9% é feito o alerta e depois de 4,0% em risco de surto.

O Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) é uma metodologia que permite o conhecimento de forma rápida, por amostragem, da quantidade de imóveis com a presença de recipientes com larvas de

Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya, febre pelo vírus zika e febre amarela. Os resultados obtidos permitem aos gestores a avaliação

das atividades já desenvolvidas e o redirecionamento das ações de controle do vetor, além de indicarem os depósitos mais utilizados pelo vetor para postura dos ovos. O LIRAa é, também, uma importante fonte de informação para a mobilização social, uma vez que busca sensibilizar e direcionar o olhar da população para os problemas identificados na sua área, a fim de que sejam adotadas medidas de prevenção das doenças transmitidas por este vetor. (GA)