Montes Claros teve crescimento de arrecadação em dois meses

O município de Montes Claros teve o crescimento de 11,5% na arrecadação de impostos e taxas em agosto e; de 52,6% em setembro, acabando assim com a escala de queda que ocorreu de março a julho desse ano, conforme dados passados pelo secretário municipal de Finanças, William Cesar Rocha, durante a audiência de prestação de contas realizada na manhã de ontem (30) no auditório da Câmara Municipal. Ele observou que depois de iniciada a pandemia coronavírus, Montes Claros registrou uma queda de 7,96% em março; 53,4% em abril, 47,9% em maio; 7,5% em junho e 2,9% em julho.

Os dados mostram que Montes Claros está com um déficit orçamentário de R$ 498,9 milhões, pois arrecadou R$ 739,5 milhões. Nos recursos próprios, foram arrecadados R$ 734,1 milhões, com um déficit de R$ 439,1 milhões. O IPTU teve uma arrecadação de R$ 24 milhões; o ISS com R$ 44,1 milhões; o FPM arrecadou R$ 51,1 milhões; o ICMS com R$ 83,8 milhões e o IPVA com R$ 52,8 milhões. O Fundo Municipal de Investimentos está com R$ 21,7 milhões em caixa, dos R$ 100 milhões que foram depositados. Montes Claros tem R$ 17,9 milhões tem em caixa da iluminação pública.