Parlamento Jovem 2019 abre inscrições para atuação em Moc

Participantes de edições anteriores do projeto no plenário da Câmara Municipal
Foto: ESCOLA DO LEGISLATIVO

Projeto tem 60 vagas para estudantes do ensino médio; início dos trabalhos será no final de março

 

Estão abertas, até o próximo dia 18, as inscrições para a primeira fase de seleção, que trata dos monitores, do projeto Parlamento Jovem 2019. Este ano o tema será ‘Discriminação Étnico Racial’. De acordo com a coordenadora do projeto, Cristiane Nunes, o projeto é uma parceria da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Montes Claros com a Assembleia Legislativa de Minas Gerais e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

A segundo fase, que trata da seleção de escolas e estudantes, tem inscrições abertas até o próximo dia 22. Para o voluntário interessado em atuar como monitor é necessário ter formação ou estar cursando ciências sociais, história, direito ou filosofia. “Ex-aluno do programa também pode monitorar as atividades. Temos a sorte de ter monitores voluntários que participam porque gostam e acreditam no projeto”, detalhou Cristiane.

Inicialmente a organização espera selecionar quatro instituições de ensino, mas esse número pode ser ampliado. Em 2018, por exemplo, foram seis escolas participantes. As direções das escolas que tenham interesse devem entrar em contato com a Escola do Legislativo de Montes Claros, através dos números (38) 3690-5400 / 5454 ou mandar e-mail: escolalegislativomoc@hotmail.com.

“O critério de seleção é a adesão, tanto das escolas, quanto dos alunos. Quem apresentar maior grau de interesse será selecionado”, explicou Cristiane, completando que escolas particulares também podem participar, inclusive, seguindo uma determinação estadual. “O debate com mais olhares o torna mais rico e dá mais pluralidade ao ambiente do projeto e às discussões”.