Passeata abre Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Uma passeata pelas ruas centrais abriu ontem de manhã a Semana Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em Montes Claros. Na ocasião a equipe técnica e usuários da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social alertaram a população sobre a necessidade de denunciar os casos. O secretário municipal, Aurindo Ribeiro, conta que os dados oficiais mostram que apenas esse ano, 35 pessoas em Montes Claros, sofreu algum tipo de abuso. Porém, ele alerta que os dados são cinco vezes maiores, pois são poucas pessoas que tomam a iniciativa de denunciar.

As manifestações prosseguem nessa quarta e quinta-feira com as atividades nos 11 Centros de Referência de Assistência Social de Montes Claros. Também hoje, a Câmara de Vereadores realiza audiência pública para discutir o assunto, a partir das 8 horas, em proposta do parlamentar, Daniel Dias, (PCdoB).  Para ele, o objetivo é trazer a discussão e chamar as autoridades para fortalecer a rede de atendimento e também apoiar os órgãos de repressão com relação ao crime. “A Câmara tem o dever de participar. Nessa semana em que se discute o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nós nos propomos a entender e cobrar políticas públicas para ajudar”, afirma Daniel. 

Na sexta-feira (17), será realizado o evento maior no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene, para discutir a lei federal que rege esse assunto. A violência sexual pode ocorrer de diversas formas, entre elas: o abuso sexual e a exploração sexual. O abuso ocorre quando a criança ou adolescente é usado para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes. (GA)