PSB anuncia nova saída do ex-prefeito Ruy Muniz

O PSB decidiu, na noite da última segunda-feira, afastar o ex-prefeito Ruy Muniz do partido, por entender que não pode garantir-lhe a legenda como candidato ao Senado Federal, pois precisará disso para negociar com outros partidos nas eleições deste ano. Por isso, o partido decidiu que o Diretório Municipal será extinto e formada a Comissão Provisória, sob o comando do empresário Pávilo Miranda. Outras negociações estão sendo realizadas com o delegado da Polícia Federal, Marcelo Eduardo Freitas, que é pré-candidato a deputado federal. Na manhã de ontem, os correligionários do ex-prefeito Ruy Muniz desmentiram qualquer risco dele perder o PSB, pois afirma que ele manteve contato com o pré-candidato a governador, Márcio Lacerda, que o tranquilizou. Os assessores alegam que o PSB de Minas Gerais tem dois grupos, sendo que o deputado Júlio Delgado sempre tem resistência a Ruy Muniz.

O Jornal GAZETA ouviu lideranças do PSB em Minas Gerais, que confirmaram a decisão de não oficializarem a legenda para o Senado Federal para Ruy Muniz, com o argumento de que a presença dele na chapa majoritária deixaria o partido fragilizado por causa dos constantes escândalos, que seriam explorados na campanha eleitoral; assim como precisam da vaga de Senador para negociar com outros partidos, na formação da coligação que apoiaria o nome de Márcio Lacerda a governador. Além disso, alegam que se o PSB tiver candidato ao Senado, o nome mais forte é do deputado federal Júlio Delgado, para disputar esse cargo.

O empresário Pávilo Miranda ficou surpreso com essa informação, pois não foi comunicado de qualquer mudança no partido em Montes Claros e esperava a oficialização do ato. O delegado da Polícia Federal, Marcelo Eduardo Freitas, confirmou que recebeu a ligação de dirigentes do PSB o convidando a filiar ao partido. Porém, o assunto ainda não foi decidido, pois ele tem o convite do PPS, para ser o candidato apoiado pelo prefeito Humberto Souto e ainda do PMN e PDT. O líder político Igor Versiane também confirmou que o PSB decidiu romper com Ruy Muniz e está formando um grupo que reuniria Marcelo Freitas, Pávilo Miranda e ele, para assumir a Comissão Provisória de Montes Claros. (GA)