Santa Casa de Montes Claros: 146 anos de filantropia a serviço da vida

Neste mês a Santa Casa de Montes Claros celebra 146 anos de história como referência no Norte de Minas e Sudoeste da Bahia no atendimento de urgência/emergência e alta complexidade em diversos serviços.

A Irmandade Nossa Senhora das Mercês da Santa Casa de Montes Claros surge a partir de 1871, por meio da lei n° 1776 do Governo da Província de Minas, por iniciativa do Dr. Carlos Versiani e do Cônego Antônio Gonçalves Chaves, institui-se a acolhida canonicamente pela Igreja Católica em 19 de janeiro de 1878, por ato do Dom João Antônio dos Santos, Bispo de Diamantina.

A Santa Casa de Montes Claros também nasceu com a participação de benfeitores, tendo, como maior exemplo, a Irmã Beata cuja trajetória de dedicação e amor ao próximo se integra à própria história da Instituição. A irmã de caridade é considerada o símbolo de caridade do maior hospital do Norte de Minas. A holandesa nascida na cidade de Etten, em 29 de janeiro de 1879, foi batizada como Wilhelmina Lauwen, mas, ao assumir a vida religiosa, adotou o nome de Irmã Maria Beatriz, que mais tarde se tornaria Irmã Beata. 
A freira veio para o Brasil em 1911, e viveu em Montes Claros até o fim da vida em agosto de 1952, aos 73 anos.

Durante toda a vida religiosa, a irmã viveu nas dependências da Santa Casa, juntamente com outras freiras. Irmã beata se tornou referência no trabalho voluntário, pelos inúmeros partos que realizou na cidade. Sempre com boa vontade e carinho com o próximo, a freira ia até as casas das famílias pobres para atendê-las.

O exemplo de dedicação ao mais carente deixado pela irmã, até hoje é lema da instituição. A Santa Casa também atende pacientes do sistema particular, mas foi creditado com atendimento de excelência, pelo serviço prestado a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O maior hospital do Norte de Minas possui, atualmente, 392 leitos, sendo 80% deles destinados ao atendimento pelo SUS, e realiza mais de 100 mil procedimentos por mês. São mais de 2.100 colaboradores, desses, composto por mais de 400 médicos e demais profissionais, que compõem os corpos clínico, assistencial e administrativo da Instituição.

Durante a história de trabalho ao longo desses 146 anos, o hospital tem buscado se fortalecer em busca de recursos e investimentos na ampliação das estruturas física e humana, com a aquisição de equipamentos modernos e capacitação tecnológica dos seus profissionais.

A Instituição está em constante atualização e determinação, para superar-se, continuamente, na qualidade e na complexidade da assistência médico-hospitalar que oferece à população, como o projeto ‘Amigos da Santa Casa’ que está revitalizando todos os quartos do SUS, para oferecer mais conforto aos pacientes e profissionais do hospital.