Unidade integrada busca R$200 mil com vereadores

O movimento para implantação de Unidade Integrada dos Bombeiros e SAMU no antigo prédio do  Pelotão da Polícia Militar nas imediações da Escola Normal abriu campanha  para conseguir junto aos vereadores de Montes Claros a liberação de R$201 mil para adaptação e ampliação do espaço. A proposta é conseguir que 10 vereadores repassem R$20 mil de suas emendas parlamentares para esta obra. Na reunião realizada, ontem de manhã, o coordenador do movimento, Paulo Elmo Pinheiro, recebeu o projeto técnico elaborado pelo advogado Dinilton Pereira para captação dos recursos.

O major Darlan Moreira, comandante do 7º Batalhão de Bombeiros, explicou que a unidade descentralizará ajudará a socorrer as pessoas que apresentarem algum problema mais grave de saúde, pois as viaturas e ambulâncias do SAMU e Bombeiros darão uma resposta mais rápida, por causa da proximidade. O coordenador do SAMU, Ubiratan Correa, lembra que uma pessoa que apresentar um AVC precisa ser socorrida com a máxima urgência, pois a cada minuto é mais um sopro de vida. Por isso, defende a criação dessa base descentralizada.

Na quarta-feira será realizada reunião com os empresários do entorno, para buscar a adesão nessa campanha. O evento será no auditório da Escola Normal. Porém, hoje de manhã o foco será a reunião com os vereadores, pois como cada um tem R$520 mil de emendas, se 10 vereadores repassarem R$10 mil, cobrirá a cota. O advogado Dinilton Pereira justifica que a área de abrangência da Unidade de Atendimento atenderá a 40% da cidade de Montes Claros, alcançando 200 mil pessoas. (GA)