Super-heróis dominam as telonas e é grande a expectativa para 2019

“Há um herói em cada um de nós, basta apenas que tenhamos coragem para colocar a capa” - palavras do próprio Clark Kent, o Superman. Mas, afinal, o que é ser um herói? Na explicação mais convencional, trata-se de todo aquele que não manifesta medo diante de uma situação adversa ou perigosa e que age sempre com coragem. No entanto, basta adicionarmos um “super” antes de herói para vislumbrarmos o extraordinário. E, especialmente nos últimos 10 anos, foi justamente isto que aconteceu: através das telas dos cinemas, milhões de fãs, do mundo inteiro, vêm acompanhando os seus personagens favoritos e sempre esperando pela próxima história a ser contada.

Muitos críticos consideram que esta ótima fase dos filmes de super-heróis nos cinemas começou em 2005, com o lançamento de “Batman Begins” (Batman - O Início), filme dirigido por Christopher Nolan e estrelado por nomes como Christian Bale, interpretando Bruce Wayne/Batman; Michael Caine, no papel de Alfred; e ninguém menos que Morgan Freeman, dando vida a Lucius Fox.

O roteiro baseado nas histórias da DC Comics volta às origens do personagem, contando desde o medo de morcegos do pequeno Bruce, até a morte de seus pais, culminando em sua jornada para se tornar o vigilante de Gotham.

A trilogia de Nolan começa poucos anos depois de “Batman & Robin” - de 1997 -, considerado grande fracasso mundial, e teve, portanto, a missão de reinventar o herói. O filme contou com proezas tradicionais e miniaturas, usando o mínimo de computação gráfica. Um novo Batmóvel e uma bat-roupa mais móvel foram criados especificamente para o longa, que foi um sucesso de crítica e bilheteria, arrecadando mais de US$372 milhões internacionalmente, sendo US$48 milhões só em sua semana de estreia.

“Batman Begins” deu início à nova perspectiva para os filmes de heróis nos cinemas. O segundo filme da trilogia de Nolan, por exemplo - intitulado “Batman: O Cavaleiro das Trevas” -, foi lançado em 2008 e é considerado um dos maiores filmes de heróis de todos os tempos, com alguns críticos o considerando um dos maiores filmes já feitos em geral. O terceiro e último longa da trilogia – “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” - é datado de julho de 2012.

Foi também em 2008 que teve início o grandioso projeto da Marvel Studios, que viria a ser um sucesso absoluto nos 10 anos seguintes. O primeiro filme do Universo Cinematográfico da produtora foi “Homem de Ferro”. A adaptação foi dirigida por Jon Favreau, e contou com roteiro de Mark Fergus e Hawk Ostby. A grande estrela do longa é Robert Downey Jr., que dá vida ao protagonista Tony Stark, um industrialista e gênio da engenharia, que, ao ser sequestrado, constrói uma armadura superpoderosa e se torna um super-herói tecnologicamente avançado.

As filmagens começaram em março de 2007 e terminaram em junho, e, nelas, os atores estavam livres para improvisarem seus próprios diálogos, porque a pré-produção estava focada na história e na ação. Versões da armadura em borracha e metal foram misturadas com imagens geradas por computador para criar o personagem principal.

“Homem de Ferro”  foi lançado nos cinemas em 2 de maio de 2008. O filme foi um sucesso comercial e de crítica, arrecadando mais de US$585 milhões e recebendo aclamação da crítica. O desempenho de Robert Downey Jr. como Tony Stark foi particularmente elogiado e o filme foi classificado, pelo American Film Institute, como um dos dez melhores do ano.

O maior mérito de “O Homem de Ferro”, no entanto, foi a introdução de “Os Vingadores” nos cinemas. O próprio Robert Downey Jr. faz uma aparição como Tony/Homem de Ferro na cena pós-créditos de “O Incrível Hulk”, também de 2008, e outras produções grandiosas foram lançadas em anos seguintes, como “O Homem de Ferro 2”, de 2010; “Capitão América: O Primeiro Vingador”, de 2011; e “Thor”, também de 2011, filmes que culminaram no lançamento do longa da equipe mais famosa da Marvel, no ano de 2012.

Vários outros filmes de super-heróis foram lançados nos anos seguintes, todos eles com sucesso de bilheteria. Os destaques ficam por conta de “O Homem de Aço” (2013); “Guardiões da Galáxia” (2014); “Vingadores: Era de Ultron” (2015); “Batman vs. Superman – A Origem da Justiça” (2016); “Mulher Maravilha” (2017); e “Vingadores: Guerra Infinita” e “Aquaman”, ambos de 2018. Saindo do arco DC/MARVEL, outros heróis ainda apareceram nas telonas nos últimos anos, como “Dragon Ball Z: Batalha dos Deuses” (2013) e sua sequencia, “Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza” (2015); “As Tartarugas Ninjas” (2014 e 2016), da Mirage Comics; além de “Os Incríveis II”, animação de 2018.