Dia das Mães 2019 teve crescimento nas vendas a prazo

A semana anterior ao Dia das Mães, compreendida entre os dias 5 e 11, apresentou aumento de 0,11% no volume de vendas a prazo, na comparação com o mesmo período de 2018. A divulgação foi feita nessa terça-feira (14), pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito.

Segundo a pesquisa, as compras na modalidade a prazo foram responsáveis por 35% do total. O Dia das Mães é considerado a segunda data mais importante para o comércio. Em 2018, as vendas a prazo haviam crescido 4,36%, após acumularem três anos consecutivos de queda: 0,91% em 2017; 0,88% em 2016 e 2,82% em 2015.

O levantamento foi feito partir de consultas de CPFs feitas nas bases de dados que o SPC Brasil tem acesso. As consultas mostram a intenção de compra a prazo do consumidor e podem resultar, ou não, na efetivação da venda. São consideradas apenas as consultas feitas pelo setor de comércio varejista nos sete dias anteriores ao domingo do Dia das Mães.

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas mostrou que o brasileiro pretendia gastar menos este ano com o presente para o Dia das Mães. A pesquisa revelou que o preço médio apontado para a data caiu 3,1%, passando de R$ 67,1, em 2018, para R$ 65 este ano.

O percentual de brasileiros que pretendiam gastar menos (35,3%) ficou maior do que aquele com intenção de gastar mais (6,8%) neste ano. Segundo a pesquisa, a parcela da população que desejava gastar mais com o presente das mães (6,8%) é o maior percentual desde 2014, que é o início da recessão. (JM)