Milho e soja se despontam no cenário estadual

Conforme Creuma Viana, assessora técnica da Superintendência de Inovação e Economia Agropecuária da Seapa, o aumento de 3,7% na produção do milho é referente às duas safras, que totalizaram 7,8 milhões de toneladas. A primeira delas teve um crescimento de 0,5% na produção, mas, ao mesmo tempo, a sua produtividade subiu 4,7% em relação à safra anterior, alcançando 6.426 quilos por hectare.

“Já na segunda safra do milho aguardamos um crescimento de 8,7%. Isso ocorre devido à expansão da área (+12,7%), que passou de 420,5 mil hectares na safra 2018/2019 para 473,9 mil hectares na atual. Ao mesmo tempo, há uma expectativa de queda de 3,5% na produtividade em decorrência das condições climáticas. Acreditamos que os bons preços do milho no mercado podem ter motivado esta grande expansão na área”, pontua a assessora técnica.

A soja teve um aumento de 16% que culminou em 5,9 milhões de toneladas do grão. “O clima foi favorável e tivemos um incremento na produtividade média estadual, estimada agora em 3.572 quilos por hectare (+10,9%). A área de plantio cresceu 4,6% e, assim como no milho, isso ocorre em função dos bons preços praticados e, neste caso, também pela garantia de venda do produto”, explica Creuma.

Breno Azevedo é um dos sócios de um grupo que produz soja na cidade de Monte Carmelo, na região do Alto Paranaíba. Ele explica que os produtores mineiros estão utilizando cada vez mais tecnologia e tendo um maior controle no manejo do grão, o que culmina nestes bons desempenhos. “Este ano foram 16% de aumento na produção, mas este número pode ser muito maior se utilizarmos cada vez mais novas tecnologias”, avalia.

Ele explica que o grupo está desenvolvendo um projeto que visa aumentar a produtividade sem a ocupação de novas áreas para o cultivo. “Desenvolvemos um pivô central com iluminação. No nosso primeiro projeto, tivemos um crescimento de 65% na produção com o uso da luz artificial e a produtividade passou de 75 para 118 sacas por hectare”, complementa. (Agência Minas)