Para especialista, lucro dos varejistas pode praticamente dobrar em 2019

O Dia do Consumidor, comemorado na semana do dia 15, é atualmente a segunda data mais esperada do ano para se fazer compras, perdendo apenas para a Black Friday. Tendo em vista o sucesso de vendas do ano passado, especialistas fazem uma projeção do comportamento de vendas para o dia.

Originalmente, o episódio aconteceria no dia 15 de março, porém como estratégia de marketing os varejistas buscaram estender o acontecimento para a semana. A possibilidade de lucro praticamente dobrou de 2017 para 2018, por conta de um aumento de 92% das buscas pela data. Atualmente os e-commerces atingem 13% a mais de visitas no Dia do Consumidor e 11% a mais durante a semana, de acordo com companhias de tecnologias de informação.

De acordo com especialistas, espera-se um aumento relevante nas vendas do comércio eletrônico durante a Semana do Consumidor. A cada ano a data fica mais conhecida entre os consumidores, que, por sua vez, passam a procurar cada vez mais por boas oportunidades de compra.

Segundo pesquisas, ainda mostra que esse ano o canal principal de vendas tende a ser as lojas físicas, com 39%. No entanto, as buscas por produtos na internet também ficam em evidência, numa média de 29%. As pessoas que pretendem comprar tanto online quanto offline representam 32% dos entrevistados. Confira os demais dados no infográfico interativo.

Pouco mais da metade das pessoas entrevistadas espera comprar acima de R$ 500 nos primeiros seis meses do ano, e 58% delas pretende aguardar a Semana do Consumidor. Desses, 35% dos entrevistados pretendem gastar entre R$500 e R$2.000 e 17% desejam gastar mais de R$2.000.

Com relação às categorias, ano passado Alimentos e Bebidas e Moda e Beleza lideraram o ranking de maiores buscas. A pesquisa deste ano mostra indícios de que Videogames e Computadores, Smartphones e TV’s serão as categorias de maior destaque no Dia do Consumidor.

Já sobre os dispositivos utilizados, um levantamento recente mostra que o uso de celulares, ipads e notebooks para compras online está crescendo rapidamente nos últimos anos e tende a se intensificar cada vez mais. No ano passado, as vendas via dispositivos móveis avançaram 13% durante o evento, com os usuários ansiosos para encontrar boas ofertas. Esse ano, a expectativa é de que as compras via mobile ultrapassem os dados da última edição.