Diretora pede atenção para ‘grito de socorro’ dos jovens

A professora Daniela Fernandes Jorge de Melo conclamou a sociedade a ficar atenta para o grito de socorro que os jovens estão enviando para a questão da violência. Ela foi responsável pela palestra de encerramento da etapa municipal do Concurso Internacional Cartaz Sobre a Paz, realizado pelo Lions Internacional em 208 países e que foi realizado na noite de quarta-feira pelo Lions Clube Montes Claros Sertanejo. O evento mobilizou aproximadamente 4.000 alunos de 10 escolas de Montes Claros, onde foi escolhido um cartaz de cada colégio. Os alunos receberam troféus.

Foram premiados os alunos Rafael Elias dos Anjos Vieira, da escola municipal Professora Maria de Lourdes Pinheiro; Maria Clara Pereira Cardoso, do Colegio Indyu; Kauê Guilherme Borges Oliveira, da escola estadual Doutor Carlos Albuquerque; Nohan Henrique Coimbra Cardoso, da Escola Batista Nova Cannâa; Alice Gomes Ribeiro, da escola estadual Nereide de Carvalho; Yasmin Marques Dantas e Carlos Gabriel Veloso, da escola estadual Gonçalves Chaves; Asaafe Felipe Lopes, Cristiano Junior da Fonseca Gonçalves e Pedro Henrique Arrebolo Santos, da escola municipal Geraldo Pereira de Souza e Pablo Ramom Ferreira, da escola estadual Eloi Pereira.

A professora Vera Lucia Mendonça frisou em seu discurso  a importância de estimular a paz no meio educacional e por isso, o Lions Internacional mantem esse concurso há mais de 40 anos. A professora Daniela Fernandes destacou que o tema da paz deve ser sempre discutido e por isso, é preciso compreender o compartamento violento, sendo obrigado ver o contexto e a realidade de cada caso. Ela lembrou o papel da Geração Alfa, nascida depois de 2000, que é influenciado por diversos fatores, como a tecnologia, omissão da família.