Projeto debate livro sobre as superações da surdez

O livro “Despertar do Silêncio”, da escritora e pedagoga Shirley Vilhalva, será a obra em discussão no encontro deste mês, do projeto Grupo de Leitura no Museu. Será nesta terça-feira (11/6), às 19 horas, no Museu Regional do Norte de Minas (MRNM), da Universidade Estadual de Montes Claros.

A escritora e pedagoga Shirley Vilhalva ficou surda ainda na infância. As dificuldades enfrentadas desde então - e como as superou - foram inspiração para escrever "Despertar do Silêncio".

Publicada originalmente em 2004, a obra é uma narrativa da autora sobre a própria vida, desde o diagnóstico de surdez ainda na infância e como era a comunicação na família e demais ambientes até o aprendizado da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Fala sobre conquistas pessoais, estudos, os desafios da maternidade, preconceitos, incentivos e outras sensações.

O projeto é coordenado pelo professor Márcio Jean de Sousa, do Programa de Pós-Graduação em Letras/Estudos Literários (PPGL/Unimontes). Periodicamente, abre a discussão livre sobre obras de autores nacionais e estrangeiros. A comunidade em geral pode participar do evento. “O projeto é justamente uma forma de incentivo ao hábito de leitura, seja para o público acadêmico da Unimontes ou para a comunidade em geral”, explica o professor Márcio Jean.