Mais tem queda de 0,7% na confiança do empresário da indústria

Foi divulgado nessa terça-feira (28) o Índice de Confiança da Indústria, que recuou 0,7 ponto de abril para maio. O indicador passou para 97,2 pontos, em uma escala de zero a 200. O índice é calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Segundo a instituição, a confiança caiu em dez dos 19 segmentos industriais pesquisados. A queda foi puxada pelo recuo de 1,5 ponto do Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários no futuro: passou para 95,9 pontos. A principal influência veio da perspectiva de contratações do setor nos próximos três meses, que diminuiu 3,6 pontos.

De acordo com a FGV, o Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, permaneceu estável em 98,5 pontos. Houve queda de 2,9 pontos do indicador do nível de estoques, mas as outras duas variáveis cresceram, o que levou à estabilidade do Índice da Situação Atual.

Para pesquisadores da fundação, o resultado mostra um empresariado ligeiramente pessimista em relação aos próximos meses. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) subiu 0,8 ponto percentual entre abril e maio, retornando para 75,3%, o mesmo patamar de novembro de 2018.