Com desfalques, Atlético Mineiro recebe Flamengo no Horto

O duelo estava marcado para o Mineirão, mas a diretoria revolveu levar o jogo
para o estádio do Horto-Andre Melo Andrade/Eleven

Após o empate contra o Santos na última quarta (15), pela Copa do Brasil, o Atlético-MG volta suas atenções ao Campeonato Brasileiro. A equipe mineira recebe o Flamengo neste sábado (18), às 19h, na Arena do Independência, e tenta retomar a ponta da tabela. Para o confronto contra os cariocas, o técnico interino Rodrigo Santana tem alguns problemas.

Fábio Santos, com um desconforto na coxa esquerda, Luan com uma entorse no tornozelo direito e Geuvânio com fadiga muscular, foram substituídos da partida do meio de semana e, pelo curto espaço de recuperação, podem desfalcar a equipe. Na lateral, caso a ausência de Fábio Santos seja confirmada, Patric deve jogar no setor. No sistema ofensivo, Luan é quem mais corre o risco de ficar fora. Cazares tem chance de voltar ao time, enquanto Nathan e Maicon Bolt também disputam posição. Também são esses os candidatos a jogar na vaga de Geuvânio, caso ele também não tenha condições de atuar. Pelo lado Rubro-Negro, o confronto de hoje marca o reencontro de Arrascaeta contra um dos seus grandes algozes. Em 2017 e 2018, o uruguaio fez seis gols contra o Atlético. No estadual de 2018, marcou nos dois jogos da final e foi o herói da conquista cruzeirense. Sem Diego, suspenso, a responsabilidade da organização ofensiva do Flamengo ficará nos pés do camisa 14. Com nove pontos e na 4ª colocação, o Atlético-MG pode retomar a ponta do campeonato com o triunfo, desde que o São Paulo não vença o Bahia e que o confronto entre Palmeiras e Santos não tenha um vencedor. Para o Flamengo, o 7º colocado, com sete pontos, a vitória coloca a equipe ainda mais próxima das primeiras colocações na tabela.

 

Prováveis escalações

Atlético-MG: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Patric; José Welison, Elias, Chará, Cazares e Geuvânio (Maicon Bolt ou Nathan); Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana. Flamengo: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique; Gabriel. Técnico: Abel Braga.