Cruzeiro descarta lesão grave em Dedé, que inicia tratamento no tornozelo direito

Dedé passará por tratamento no tornozelo direito nas próximas semanas
Foto: BRUNO HADDAD

O Cruzeiro descartou lesão grave no zagueiro Dedé, que torceu o tornozelo direito na partida contra o Internacional, quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela semifinal da Copa do Brasil. Segundo Sérgio Campolina, chefe do departamento médico do clube, o jogador já iniciou o tratamento de recuperação. O prazo não foi divulgado, porém ele desfalcará o time no duelo contra o Grêmio, domingo, às 11h, no Independência, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“O Dedé sofreu um trauma torcional no tornozelo direito na última partida contra o Inter. Apesar da imagem mostrada pela TV ser muito forte, não foi uma lesão grave. O atleta teve uma lesão ligamentar, em uma área cicatrizada do ligamento, e isso acaba fazendo com que a região fique mais sensível, edemaciada e inchada. Ele já iniciou o tratamento e em breve já vai começar a realizar atividades um pouco mais vigorosas para fortalecimento. Mas, felizmente, reitero, não foi uma lesão grave”, afirmou Campolina, ao site oficial do Cruzeiro.

Dedé se machucou ao saltar para disputar uma bola com o zagueiro Victor Cuesta, aos 4 minutos do primeiro tempo. No momento da descida, usou apenas o pé direito como apoio e, consequentemente, “virou” o tornozelo.

Apesar do problema, o camisa 26 cruzeirense continuou no jogo e correu durante todo o primeiro tempo. Ele acabou errando o passe que originou a construção do lance do primeiro gol do Inter, marcado por Paolo Guerrero, de cabeça, após cruzamento de D’Alessandro.

No intervalo, Dedé “esfriou o sangue” e sentiu fortes dores no tornozelo ao tentar voltar para o segundo tempo. Rogério Ceni chegou a conversar com o zagueiro Leo, porém mudou de ideia e optou por colocar o volante Ariel Cabral, improvisando, assim, Henrique na defesa. O Cruzeiro sofreu mais dois gols, de Guerrero e Edenílson, e perdeu por 3 a 0.

Sem Dedé, Rogério escolherá entre Leo e Cacá para formar dupla com Fabrício Bruno contra o Grêmio. O camisa 3 ainda não jogou sob o comando do treinador, já que ficou fora dos duelos contra Santos (vitória por 2 a 0) e CSA (empate por 1 a 1)em decorrência de desgaste muscular na coxa direita.

O objetivo do Cruzeiro em curto prazo é se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o time é 16º colocado, com 18 pontos, quatro a mais que a Chapecoense, 17ª. Já a distância para o Fortaleza, último na faixa de classificação para a Copa Sul-Americana (12º), é de três pontos. (Superesportes)