Cruzeiro mobiliza população de Roraima em jogo contra o São Raimundo

Presença do Cruzeiro atrai atenções em Roraima 
Foto: BRUNO HADDAD

A queda à Série B não impactou na tradição de títulos e resultados expressivos do Cruzeiro no futebol nacional. Maior campeão da Copa do Brasil, com seis títulos, o time celeste enfrenta o São Raimundo, às 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Canarinho, em jogo único da primeira fase. Quem se classificar pegará o Boa Esporte na segunda etapa.

Ainda que o elenco recheado de jovens esteja longe de figurar entre os favoritos ao título em 2020, o Cruzeiro continua a gozar de prestígio no torneio. Prova disso é a mobilização da população de Boa Vista, que esgotou os 4.435 ingressos. Em entrevista ao Superesportes, o presidente do São Raimundo, Sérgio Carvalho, falou sobre o ambiente na capital de Roraima.

“A expectativa aqui é muito grande. O torcedor está eufórico, aguardando esse jogo com grande ansiedade. Com a reinauguração do Estádio Canarinho, a torcida vem contando os dias para (o jogo) acontecer. Inclusive, os ingressos estão esgotados. Foram colocados 4 mil ingressos de meia-entrada e 453 de inteira. Esgotaram todos. Todo mundo está na expectativa”.

Os bilhetes de meia-entrada foram negociados por R$ 40, enquanto os de inteira custaram R$ 80. A renda bruta, portanto, será de R$ 194.800,00, suficiente para pagar dois meses da folha salarial do São Raimundo, estimada em R$ 90 mil. Sérgio Carvalho garantiu que o Cruzeiro será muito bem-recebido pelo público.

“É uma torcida pacata, tranquila, não tem esse clima de revanche não. O pessoal é muito receptivo, caloroso. Nunca tivemos problemas com torcida. Todos querem ver um grande jogo”, frisou o mandatário do ‘Mundão’.

Até o governador de Roraima, Antônio Denarium (PSL), tem aparecido com frequência para falar sobre São Raimundo x Cruzeiro. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, o político exaltou a conclusão da reforma do Estádio Canarinho, que ficou paralisada em mandatos anteriores e custou cerca de R$ 30 milhões aos cofres públicos. A estrutura comporta pouco mais de 5 mil espectadores e abrigará todas os jogos dos times profissionais da região. 

“Olá, amigos apaixonados pelo futebol. Está confirmado pela CBF a inauguração do estádio Canarinho. Será no dia 13 de fevereiro com a partida entre São Raimundo e Cruzeiro de Minas Gerais. Foi um grande trabalho realizado pela secretaria de infraestrutura e com o apoio do senador Chico Rodrigues, da CBF e também do Sérgio, presidente do São Raimundo. Venha participar dia 13 de fevereiro da inauguração do Estádio Canarinho”, convocou Denarium, em sua página no Facebook, no dia 31 de janeiro.

Segundo cálculo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roraima tem 605 mil habitantes, dos quais 400 mil - cerca de 66% - residem em Boa Vista. É o estado menos populoso do Brasil, ficando abaixo, por exemplo, do município de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte: mais de 650 mil pessoas.

Em Roraima, o estadual de 2019, vencido pelo São Raimundo, foi disputado por apenas seis times. Já a edição de 2020 teria quatro clubes, porém o Baré, que chegou a anunciar a desistência, voltou atrás e confirmou presença, passando para cinco postulantes ao caneco. O estado é o único no Brasil a não organizar uma segunda divisão.

No ano passado, o São Raimundo jogou 21 partidas oficiais: dez pelo Campeonato Roraimense, uma pela Copa do Brasil, oito na Série D e duas na Copa Verde. Já o Cruzeiro entrou em campo 68 vezes: 16 no Mineiro (do qual foi campeão), oito na Libertadores, seis na Copa do Brasil e 38 no Brasileiro (rebaixado à Série B). 

Será a primeira vez que o Cruzeiro enfrentará um adversário de Roraima na história. O clube também não jogou contra agremiações de Rondônia, Tocantins e Amapá. Para avançar na Copa do Brasil, o time celeste necessita de um empate, já que ocupa posição superior no ranking da CBF.

(Superesportes)