Deputado que pagava tapioca com cartão corporativo é o favorito de Maia

Deputado que pagava tapioca com cartão corporativo é o favorito de Maia. Deputado Orlando Brito, que pagava até tapioca com cartão corporativo do governo, e seu protetor Rodrigo Maia. Figura menor, que virou ministro do Esporte porque Lula quis agradar ao PCdoB, Orlando Silva (SP) agora é homem da confiança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tarefas que garantem holofotes, como relatar projetos de visibilidade. É uma jogada de Maia para “prender o rabo” de partidos de oposição mais à esquerda e, ao mesmo tempo, alfinetar o Palácio do Planalto. Nem que para isso prestigie o deputado que usava cartão corporativo do governo para se lambuzar na tapioca.

 

 

 

Alcolumbre e o fígado

 

A votação do polêmico projeto das fake news ficou para a próxima terça-feira. O relator, Ângelo Coronel (PSD), disse que “o Congresso não vai se curvar ao lobby dos gigantes virtuais”. Esperidião Amin (PP) afirmou que Davi Alcolumbre “está se deixando levar pelas vozes que provêm do fígado”.

 

|

 

O preço cobrado para mudar o calendário das eleições municipais

 

Uma das condições para que o centrão aceite a mudança da data das eleições de outubro para novembro como o aprovado no Senado custaria ao governo pelo menos R$5 bilhões. O recurso está no Orçamento da União, sem uma destinação definida, o que significa que não teria que ser tirado de nenhuma área específica. O líder do bloco, deputado federal Marcos Pereira, Republicanos-SP, enviou o recado ao governo. A pressão dos prefeitos para a manutenção do calendário eleitoral é forte. Muitos acreditam que terão mais condições de se reeleger se a eleição for em outubro.

 

 

 

No governo, Moro já era

 

André Mendonça demitiu ontem a delegada Erika Marena da diretoria do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI). Ela, que batizou a Lava Jato, era um dos últimos nomes de Sergio Moro no governo. Carlos Renato Machado Paim foi nomeado novo Secretário Nacional de Segurança Pública. Ele é coronel da PM do DF e atuava na Segurança Pública de Ibaneis Rocha. O coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, disse que a “Érika Marena é uma das melhores policiais federais que conheci. Dedicação, iniciativa, conhecimento e experiência estão dentre suas muitas qualidades.”

 

 

 

Bolsonaro faz visita surpresa em Araguari

 

Uma visita de surpresa do presidente Jair Bolsonaro, à cidade de Araguari, no Triângulo Mineiro, mudou a rotina da cidade. Ele foi até a cidade para um compromisso privado ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. Sem máscara, Bolsonaro carregou uma criança no colo, provocou aglomeração e sem se incomodar, saiu do aeroporto para o seu compromisso. Ele acompanhou a construção de uma fábrica de celulose na região a convite do deputado federal José Vitor de Resende Aguiar (PL), depois se reuniu com policiais rodoviários e com o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal e se encaminhou para o Segundo Batalhão Ferroviário de Araguari, o Batalhão Mauá, uma unidade de engenharia do exército brasileiro especializado em construção de ferrovias e rodovias que trabalha na integração do território nacional. Deputados vão criar uma Frente

 

 

 

Parlamentar pela Reforma Administrativa

 

Será lançada nesta semana, no Congresso Nacional, a Frente Parlamentar pela Reforma Administrativa. Um dos articuladores da Frente, o deputado Tiago Mitraud, Novo-MG, disse que o objetivo da Frente é construir uma proposta de reforma que seja gradual e consensual entre parlamentares de diferentes partidos. Pelo menos 16 parlamentares, que estão conversando com especialistas, analisando comparativos internacionais e mostrando caminhos possíveis para tornar o Estado brasileiro mais eficiente e com melhores serviços prestados à população.