Desatenção da defesa do Cruzeiro em gols do Tombense preocupa Adilson

Sistema defensivo do Cruzeiro falhou nos gols da vitória do Tombense 
Foto: RICARDO DANILO

Lances de desatenção da defesa foram determinantes para a derrota do Cruzeiro diante do Tombense, por 2 a 0, em jogo adiado da segunda rodada do Campeonato Mineiro. A partida aconteceu na noite desta quinta-feira, no Estádio Almeidão, em Tombos, na Região da Zona da Mata. No primeiro gol, o atacante Rubens, de 1,94m, posicionou-se nas costas do zagueiro Leo e precisou se abaixar para cabecear a bola. Na tentativa de fazer o corte, o defensor cruzeirense nem sequer conseguiu saltar.

Já no segundo gol, aos 18min da etapa final, Rubens voltou a levar a melhor sobre Leo e tocou de cabeça para o centro da área. Gabriel Lima se antecipou a Cacá e serviu a Cássio Ortega, que ajeitou no peito e bateu cruzado no canto direito.

A retaguarda celeste falhou em outras ocasiões durante a partida, mas o Tombense acabou não convertendo em mais gols. O técnico Adilson Batista se mostrou preocupado com os erros e afirmou que dará ênfase na correção nos próximos treinamentos.

“Se observamos os gols sofridos, pega os dois contra o Tupynambás, aí vai ver os outros gols, é tudo parecido. Você tem, desde o Fábio, a primeira linha, o Machado, apesar de jovem, para mim é experiente e fez um grande jogo… Mas o goleiro, a linha de quatro e o primeiro (volante), (são) experientes. São detalhes que estão faltando e precisamos corrigir. Vamos fazer”. 

 

O revés para o Tombense deixou o Cruzeiro em quinto lugar no Mineiro, com 11 pontos em seis jogos - três vitórias, dois empates e uma derrota. (Superesportes)