Dylan explica volta por cima no Atlético e avisa: 'Está chegando minha hora'

Dylan Borrero durante treinamento do Atlético na Cidade do Galo
BRUNO CANTINI/ ATLÉTICO

Dylan Borrero não era dos preferidos do técnico Jorge Sampaoli. O comandante argentino entendia que o jovem meia colombiano, de apenas 18 anos, não estava pronto para ser utilizado com frequência no Atlético. No dia a dia de treinos, porém, o garoto fez o treinador mudar de ideia e desistir de emprestá-lo.

Agora, Dylan tem sido nome frequente na lista de jogadores relacionados para as partidas do Campeonato Brasileiro. Na vitória do último sábado por 3 a 0 sobre o Goiás, por exemplo, ele entrou no segundo tempo no Mineirão. O jovem explicou como foi o processo de conquistar a confiança de Sampaoli.

“Acho que trabalhando forte, acreditando nas minhas condições. Acho que foi disso que ele gostou. Estou aqui para trabalhar forte, demonstrar minhas condições e minha forma de jogar”, disse, em bom português. Dylan reforçou o desejo de seguir no Atlético e, questionado sobre o processo de adaptação ao futebol brasileiro, avisou: ‘Está chegando a minha hora’.

“A verdade é que meu sonho é sempre jogar aqui no Atlético. Eu cheguei aqui com um sonho de fazer história e vou trabalhar forte para ficar. Acho que antes da pandemia eu estava treinando muito bem. Aí chegou a pandemia e atrapalhou tudo. Mas eu acho que está chegando. Então, vou demonstrar isso para você. Mas, para mim, está chegando minha hora”, concluiu.

O jovem deverá ser opção no banco de reservas do Atlético na partida contra o Fluminense. As equipes se enfrentam a partir das 21h30 desta quarta-feira, no Mineirão, pela 16ª rodada. O Galo é líder do Brasileirão, com 30 pontos ganhos - dois a mais que o segundo colocado Internacional. (Superesportes)