Goleiro da Seleção aprova árbitro de vídeo e treinos fechados de Tite

“Tive a experiência do VAR [sigla para árbitro de vídeo
em inglês] na Itália e deu muito certo”, afirma

Alisson vê com bons olhos a implementação do árbitro de vídeo na Copa do Mundo. Embora tenha gerado muita polêmica, a tecnologia no futebol marcará presença no principal evento esportivo do planeta após ser testada em diversos campeonatos europeus ao longo desta temporada, incluindo o Italiano, no qual o goleiro titular da Seleção Brasileira atua pela Roma.

“Tive a experiência do VAR [sigla para árbitro de vídeo em inglês] na Itália e deu muito certo. Houve uma margem de erro baixa, então acredito, sim, que venha ajudar em alguns lances que colocam o árbitro em dificuldade, principalmente em lances muitos rápidos, de impedimento. Lógico que a parada para o árbitro ver o vídeo incomoda um pouco, mas, aumentando a chance de acerto, fica um jogo mais justo”, afirmou Alisson.

Outra questão defendida pelo goleiro do Brasil foi o fato de o técnico Tite habitualmente fechar os treinos da Seleção Brasileira durante a preparação para a Copa do Mundo. O treinador costuma permitir que os jornalistas acompanhem somente os 20 primeiros minutos da atividade, priorizando a privacidade para dar os ajustes finais à sua equipe, tida como a grande favorita para erguer a taça no dia 15 de julho, em Moscou.

Nessa terça-feira, dia do primeiro treino da Seleção Brasileira em Sochi, os jogadores contaram com a presença de milhares de torcedores no estádio municipal da cidade em que está hospedada. Como a Fifa obriga cada seleção a abrir um treinamento ao público, o técnico Tite optou por seguir as normas da entidade logo no início da semana para, posteriormente, poder fazer uso do seu direito de privacidade juntamente com os atletas.

“Acredito que as duas situações são válidas, tanto treino fechado quanto aberto. É uma coisa que a gente gosta, sentir o carinho do torcedor, poder retribuir esse carinho, ter um contato. Mas, para a nossa concentração, é importante, sim, ter treinos fechados para a gente trabalhar algumas jogadas diferentes, surpreender os adversários”, completou o goleiro do Brasil.

A Seleção Brasileira estreia na Copa do Mundo no próximo domingo, às 15h (de Brasília), contra a Suíça, em Rostov. (Gazeta Esportiva)