Igor Rabello é apresentado e pede permissão para ser o “Novo General”

Igor Rabello foi apresentado no Galo

Em 2012, o Atlético buscou Leandro Donizete no Coritiba a pedido do técnico Cuca. A dupla com Pierre, o jeito aguerrido dentro de campo e sua garra permitiram o apelido General. Mas a tropa ganhou um novo oficial: Igor Rabello. Apresentado com a camisa do Atlético, na manhã desta quarta-feira, o defensor pediu permissão a Leandro Donizete para continuar com o apelido no Galo.

“O apelido de ‘General’ surgiu no Náutico. Eu tinha visto uma comemoração do Emerson, que jogou aqui no Atlético, e fiz a comemoração. O apelido pegou e levei para o Botafogo. Vou pedir ao Donizete para passar a permissão para que eu possa ser o General do Galo”, destacou.

Igor Rabello chega ao Galo em grande investimento da equipe alvinegra – evidentemente com apoio de empresários, pois não conta com tanto dinheiro em caixa – aproximadamente R$ 13 milhões mais o empréstimo de dois anos de Gabriel.

“Nossa terceira apresentação da semana, estamos muitos felizes de apresentar o Igor Rabello. Foi uma negociação complicada no fim do ano. Estamos orgulhosos de ter concretizado essa contratação. Todo mundo sabe do potencial do Igor, provavelmente estará nas convocações da Seleção Brasileira. Esperamos que você tenha muito sucesso e continue fazendo aquilo que fez no Botafogo”, salientou o diretor de futebol Marques.

Como suas características, Rabello revelou que costumava jogar pela direita, mas após uma temporada no Náutico acostumou a fazer qualquer função na defesa.

“A colocação dentro de campo e o passe são as coisas mais ideais que tenho no jogo. Eu jogava no começo pela direita. Quando fui emprestado ao Náutico, em 2016, joguei pela esquerda e fiquei na esquerda. Não tenho preferência de lado, onde o Levir me colocar vou dar o meu melhor”, finalizou