Justiça do Trabalho sentencia Cruzeiro a pagar R$ 1,3 milhão em ação de atacante Joel

Foto: BRUNO HADDAD

O Cruzeiro foi condenado em primeira instância a pagar R$ 1,3 milhão ao atacante Joel. O juiz Adriano Marcos Soriano Lopes, da 45ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, publicou a sentença no início da tarde desta sexta-feira (31), um dia depois de a audiência entre as partes terminar sem acordo.

O camaronês ajuizou ação contra o clube há pouco mais de duas semanas, no dia 13 de julho, cobrando salários atrasados, 13º, FGTS, férias, gratificação, diferença salarial, multas e verbas indenizatórias e rescisórias.

Na decisão, o magistrado deferiu praticamente todos os argumentos da defesa de Joel, que pleiteava, na petição inicial, R$ 1.337.040,00. Ele descartou o pedido do Cruzeiro para que o cálculo das pendências fosse feito somente sobre o salário-base de R$ 90 mil.

Isso significa que todas as verbas trabalhistas devidas pelo Cruzeiro a Joel deverão ser contabilizadas em cima de ordenado de R$ 180 mil - dividido entre salário-base, R$ 90 mil; acréscimo remuneratório, R$ 36 mil; e direito de imagem, R$ 54 mil.

Um ponto favorável à Raposa é que a Justiça permitiu o parcelamento do débito de R$ 1,3 milhão, nos termos do art. 916 do Código de Processo Civil. (Superesportes)