Lucas Silva pode retornar ao Cruzeiro após rescisão com Real Madrid

Lucas Silva acertou rescisão com Real Madrid, mas não poderá
retornar ao Cruzeiro neste momento
Foto: VINNICIUS SILVA/CRUZEIRO

Depois de deixar o Cruzeiro no fim de junho, o volante Lucas Silva anunciou, em suas redes sociais, que rescindiu seu contrato com o Real Madrid, da Espanha. Tão logo os jornais espanhóis começaram a repercutir a informação, a torcida celeste começou a se perguntar nas redes sociais: existe a possibilidade de Lucas retornar à Toca da Raposa II?

O advogado Eduardo Carlezzo, um dos principais profissionais brasileiros, especializado em direito desportivo, explicou que, para retornar ao Brasil, Lucas Silva precisaria ter rescindido seu contrato com o Real Madrid até o fim de julho.

“A janela aqui no Brasil fechou em 31 de julho. Para que ele pudesse ser inscrito para disputar o Campeonato Brasileiro ou defender qualquer clube brasileiro, ele deveria ter rescindido seu contrato com o Real Madrid até 31 de julho”, explicou.

Desta forma, sem poder retornar ao Brasil, Lucas Silva precisará encontrar um novo clube em mercados cujas janelas de inscrições ainda estão abertas. De acordo com o site Transfermarket, na Europa, apenas Bulgária, Eslováquia, República Checa e Israel ainda permitem contratações internacionais de seus clubes.

Por outro lado, caso tenha conseguido assinar sua rescisão com o Real Madrid até essa segunda-feira, dia 2, Lucas também poderá se transferir para clubes de Portugal, Alemanha, França, Holanda, Espanha, Turquia, Ucrânia, entre outros grandes centros.

Na Conmebol, apenas países como Perú e Argentina ainda permitem inscrições de jogadores. Já na Confederação Asiática de Futebol, estão liberadas contratações em países como Qatar e Emirados Árabes Unidos. Na Concacaf, a janela do México se encerrará no dia 5 de setembro. Vale lembrar que Lucas entrou no radar do Tigres antes de deixar o Cruzeiro, ainda em junho. (Superesportes)