Sette Câmara confirma prioridades para reforçar o Atlético para a sequência do ano

Sette Câmara revelou que está em negociação com jogador de beirada
Foto: BRUNO CANTINI

O elenco do Atlético não está fechado para a temporada 2020. O clube busca mais três ou quatro contratações para brigar na parte de cima da classificação do Campeonato Brasileiro. A lista com pedidos do técnico Jorge Sampaoli já é discutida entre o presidente Sérgio Sette Câmara e o diretor de futebol Alexandre Mattos. Sette Câmara não quis falar os nomes que estão em negociação com o clube, mas afirmou quais são as posições que o Atlético reforçará para a sequência do ano. 
“Vamos trazer um zagueiro com certeza, porque liberamos o Maidana. Devemos trazer mais um jogador para o ataque, estamos buscando, de preferência, um centroavante nato. Não é fácil encontrar esse tipo de jogar no mercado. Os outros dois jogadores podem ser um para o meio-campo, ou meia ou volante, e talvez mais um jogador para as beiradas”, disse o presidente, em entrevista à Rádio 98. 
O mandatário alvinegro explicou o motivo da busca por um jogador de lado. Atualmente, o Atlético conta com Marquinhos, Hyoran, Otero, Savarino e Edinho para a função. Centroavante, Diego Tardelli também pode ocupar a posição no campo. Para Sette Câmara, o Galo precisa de um jogador capaz de ‘quebrar linhas’ e desmontar defesas retrancadas. Ele revelou ainda que o clube negocia com um atleta para a função, mas evitou revelar o nome. 
“Queremos alguém que faça a função de beirada, com a característica do Soteldo, Róger Guedes e Bruno Henrique, para quebrar as linhas adversárias. A gente tem tido certa dificuldade em quebrar as linhas contra times mais retrancados. É um jogador nesse estilo que temos que encontrar. Temos um que estamos conversando”, completou. 
As contratações no Atlético, no entanto, só devem acontecer depois que o futebol brasileiro for retomado. Na última segunda-feira, Sette Câmara informou que não existe necessidade de fechar com um novo jogador para que ele receba salários sem treinar ou jogar com a equipe. No entanto, o clube segue de olho no mercado de transferências. 

“Neste momento, nós paralisamos essa possibilidade de contratação. Se eu contrato um jogador agora, a única coisa que vamos fazer é engordar nossa folha de pagamento, não tem sentido eu contratar um jogador agora, fazendo um desembolso elevado para trazer esse atleta para cá e ainda colocar na folha de pagamento sem jogos, então você não tem um retorno. Como o quadro é de indefinição, nós temos que aguardar para dar uma clareada nisso tudo”. (Superesportes)