Thiago Neves compreende críticas da torcida do Cruzeiro

Thiago Neves recebeu muitas críticas dos cruzeirenses
depois de derrota para o Grêmio
Foto: ALEXANDRE GUZANSHE

Meia avisa: 'Quem chegar também tem que assumir a responsabilidade'

O meia Thiago Neves foi um dos principais alvos de críticas da torcida do Cruzeiro durante o jogo contra o Grêmio, nesse domingo, no Independência, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além dele, o lateral-direito Edilson e o atacante David receberam muitas vaias. Em entrevista depois da derrota por 4 a 1, o camisa 10 se mostrou compreensivo com a revolta dos cruzeirenses.

“É ruim, né?! Acho que a gente já vem pressionado, ainda toma gols bobos, mais uma vez, com erros de passe, que o Rogério cobra muito para capricharmos. Você sente um baque, a torcida começa a pressionar e vaiar, começa a apontar para alguns jogadores. Mas gente já é nego velho, cascudo, e entendemos a situação do Cruzeiro”, disse o armador, ressaltando em seguida que o time tentará buscar a recuperação nos dois próximos confrontos, diante de Palmeiras e Flamengo.

“Ninguém está aqui de sacanagem, todo mundo defende esse escudo, que é muito grande. Vamos defender até a última partida. Temos Palmeiras e Flamengo, duas pedreiras, mas temos totais condições de fazer grandes partidas e conseguir os seis pontos”.

Para Thiago Neves, porém, as cobranças não podem ser direcionadas somente aos mais experientes, como ele próprio, Edilson, Henrique, Fred, Leo e Robinho. Segundo o veterano de 34 anos, “quem chegar, também tem que assumir a responsabilidade”.

“O time está abalado, sentindo o momento e a pressão. Vários jogadores novos, que nunca passaram por isso. E aqui no Cruzeiro é assim, é time grande, que costuma brigar lá e cima e ser campeão. Então, para quem está chegando, é assim que tem que ser. Não adianta apontar para o Thiago, para o Henrique, para o Leo, os mais velhos. Acho que quem chegar, também tem que assumir a responsabilidade”.

GOLEADA | No duelo desse domingo, O Grêmio teve extrema facilidade para fazer os quatro gols. No primeiro, Diego Tardelli se antecipou à zaga celeste e tocou de letra após assistência de Rafael Galhardo. No segundo, Alisson se aproveitou de erro de passe de Marquinhos Gabriel, tabelou com Everton Cebolinha e bateu rasteiro na saída de Fábio. No terceiro e quarto gols, Cebolinha driblou facilmente os defensores Cacá e Leo antes de balançar a rede.

O tento celeste foi anotado pelo atacante Fred, em cobrança de pênalti no primeiro tempo, quando o Grêmio vencia por 2 a 0. O camisa 9 foi o atleta mais lúcido do setor ofensivo, já que exigiu duas boas defesas de Paulo Victor em finalizações de cabeça.

Derrotado, o Cruzeiro segue em 16º lugar no Brasileiro, com 18 pontos, e pode ser ultrapassado pelo Fluminense, que terá duelo atrasado da 16ª rodada, contra o Palmeiras, às 20h de terça-feira, no Allianz Parque, em São Paulo. O tricolor carioca está em 17º, com 15 pontos, e tem o mesmo número de vitórias dos mineiros (4).

No próximo sábado, às 19h, a Raposa enfrentará o Palmeiras, comandado por seu ex-técnico, Mano Menezes. Os paulistas estão na terceira colocação do Brasileiro, com 33 pontos, e ainda sonham com a possibilidade de brigar pelo título. O duelo acontecerá no Allianz Parque. (Superesportes)