Thiago Neves fala sobre áudio a Zezé e admite erros, mas crava: 'Não posso ser culpado sozinho'

Thiago Neves deu entrevista em que fala sobre polêmicas
Foto: REPRODUÇÃO

A temporada 2019 foi intensa para Thiago Neves. O meia, exaltado pela torcida do Cruzeiro por conta dos títulos conquistados, perdeu prestígio por conta de um ano que culminou no rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. Sem mais vínculo com o clube, ele falou sobre várias das polêmicas em que se envolveu.

Thiago Neves é um dos símbolos da péssima temporada do Cruzeiro em 2019. O meia não conseguiu repetir as boas atuações que outrora o alçaram ao patamar de grande jogador. Além disso, envolveu-se em problemas extracampo.

Em entrevista, o ex-camisa 10 do Cruzeiro admitiu ter parcela de culpa no rebaixamento. Ele, porém, crava: não foi o único responsável pelo rendimento ruim da equipe no Campeonato Brasileiro.

“Eu errei, confesso que errei. Tenho minha parcela de culpa no rebaixamento do Cruzeiro, mas acho muito injusto todo mundo querer colocar só na minha conta. Eu tenho (culpa) sim, participei dos jogos, muitos falam do jogo do CSA que ficou marcado pelo pênalti. Assumo minha responsabilidade agora como assumi depois de vários jogos, coisa que muitos jogadores não fizeram. Mas também não posso ser culpado pelo rebaixamento sozinho'', disse Thiago Neves.

‘FALA, ZEZÉ’ | Em meio à derrocada celeste no Campeonato Brasileiro, Thiago Neves enviou um áudio ao então gestor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, em que cobrava o pagamento de salários atrasados. O não cumprimento dos vencimentos nas datas certas foi recorrente no clube ao longo de 2019.

“Fala Zezé, bom dia, cara. Deixa eu te falar uma coisa. Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês aí arrumarem recursos, sei que está correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém tá, do time. Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira, que aí não precisa nem ter bicho, entendeu, para ganhar jogo. É uma motivação a mais para a gente cara, acertar o salário aí. Aí você não precisa arrumar uma premiação para ganhar o jogo, porque a obrigação nossa é ganhar esse jogo. Tá louco! Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus. Pô, faz esse esforço para a gente aí, até quinta-feira, tentar acertar esses 60% que estão atrasados do salário”, disse Thiago Neves, no áudio que vazou pouco depois da derrota do Cruzeiro para o CSA em pleno Mineirão. Naquela partida, o meia perdeu um pênalti.

Na entrevista, Thiago Neves falou sobre o tema. Segundo o meia, o responsável por vazar o áudio foi Zezé Perrella. À época da polêmica, o ex-dirigente acusara o jogador de ter compartilhado a mensagem.

“Só pode ter sido vazado pelo Zezé Perrella. Não faz sentido eu vazar um áudio que me traria mais pressão ainda. E ele foi vazado logo depois do jogo... Porque eu faria isso se horas antes eu perdi o pênalti, se perdemos o jogo? Ele disse numa reunião nossa que eu vazei. Nem entrei em discussão. No áudio vazado tinha aquela parte na qual eu dizia que se a gente não ganhasse do CSA... O que eu quis dizer era que éramos obrigados a ganhar a partida, ainda mais em casa. Me expressei mal. Aproveito para pedir desculpa, não quis desrespeitar o clube”, disse.

Outra polêmica sobre a qual Thiago Neves falou foi a ida ao evento Tardezinha, no Mineirão, que contou com o show do cantor de pagode Thiaguinho. O meia foi muito criticado por torcedores e foi afastado do elenco pela diretoria celeste, então comandada por Perrella.

O evento ocorreu um dia antes do jogo entre Cruzeiro e Vasco, em São Januário. Thiago Neves ficou em Belo Horizonte para tratar de um edema na coxa esquerda. Lesionado, foi ao show num momento em que os companheiros estavam concentrados para a partida no Rio de Janeiro, que terminou em derrota. O meia admitiu o erro e que faltou profissionalismo.

''Até eu me pergunto o que fui fazer lá... Eu estava bem desmotivado, naquele momento achava que não iria jogar mais pelo Cruzeiro por tudo o que vinha acontecendo. Foi um dos motivos de ter ido, o jogo era só segunda à noite e o evento era domingo à tarde. Não sei quem postou a foto. Mas foi mais um dos meus erros”, disse. (Superesportes)