Secretário vem a Moc de forma camuflada e visita ETA

O secretário de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas (Sedinor), Epaminondas Miranda, ex-prefeito do Serro, cumpriu agenda surpreendente em Montes Claros, na última segunda-feira, acompanhado do adjunto Jean Alves, quando visitaram as obras de ampliação da Estação de Tratamento de Água – ETA, em Montes Claros, que irá garantir o abastecimento em toda a cidade durante 24 horas por dia sem interrupção. Porém, o secretário empossado em junho fez sua visita sem comunicar a qualquer liderança. A Sedinor sempre foi ocupada por norte-mineiros, mas Epaminondas foi nomeado a pedido do deputado federal Gabriel Guimarães. Ele é do Vale do Jequitinhonha e desde sua posse, somente veio a região no

dia 1º de junho, quando o governador Fernando Pimentel veio a Montes Claros.

 

Na segunda-feira, Epaminondas Miranda chegou a Montes Claros e foi aoescritório do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas (Idene) que é vinculado a Sedinor, mas como não tinha agendado, somente encontrou estagiários. Ele sequer comunicou sua visita ao diretor-geral do Idene, Gustavo Xavier, que estava em Belo Horizonte para audiência na Assembléia Legislativa. A obra de ampliação da ETA tem recursos da Sedinor/Idene, Ministério das Cidades e Caixa econômica Federal e somam R$ 90 milhões. Até o momento foram repassados cerca de R$ 46,5 milhões. Na visão do secretário Nondas Miranda, a obra é de extrema importância para vida dos moradores de Montes Claros e região. “A medida que a população cresce a demanda de água também aumenta. Uma obra deste porte é muito importante para que não falte água na casa das pessoas”, disse.

 

No último mês, foram iniciadas as obras de execução das redes de distribuição de água na área urbana do município. O secretário-adjunto, Jean Alves, ficou satisfeito com o que viu. “Em breve a cidade terá a tranquilidade em saber que não faltará água nas torneiras. Nós ficamos mais tranquilos depois da visita de hoje”, concluiu .  As obras em Montes Claros, que já estão bastante avançadas, garantirão o abastecimento em toda a cidade. A capacidade de tratamento de água da ETA Verde Grande será quase dobrada, passando dos atuais 600 litros/segundo para 1.156 l/s. Já a do ETA Morrinhos, que será totalmente modernizada, passará dos atuais 250 para 400 l/s. Além disso, um novo reservatório será construído com a capacidade de 11 mil metros cúbicos e mais dois reservatórios nos bairros Ibituruna (capacidade de 200 m3) e Sapucaia (capacidade de 150 m3). (GA)