Transferência de centro de atenção a surdos pauta reunião na ALMG

Com a mudança, o Centro de Capacitação de Profissionais da
Educação e de Atendimento às Pessoas com Surdez de Montes Claros
(CAS/MOC) passaria a funcionar na Escola Estadual Dulce Sarmento.

Espaço onde funciona instituição de Montes Claros deverá ser cedido, o que gerado apreensão na comunidade atendida

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia realiza amanhã (12), às 9h30, no auditório do andar SE da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), audiência pública apara debater a importância do Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e de Atendimento às Pessoas com Surdez de Montes Claros (CAS/MOC), continuar funcionando nas suas atuais instalações.

Autora do requerimento para a audiência, a presidenta da comissão, deputada Beatriz Cerqueira (PT), esclarece que o CAS corre o risco de ser transferido para o prédio de uma escola estadual. “A comunidade surda teme perdas para o centro, que é referência em atendimento e orientação, a seus familiares e aos profissionais da educação que atuam junto com estudantes dessa parcela da população”, ressalta a parlamentar.

De acordo com notícias veiculadas na imprensa, o espaço onde hoje funciona a instituição deverá ser cedido à Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), para que possa ser utilizado como almoxarifado. O centro seria transferido para a estrutura da Escola Estadual Dulce Sarmento.

Ainda de acordo com a imprensa local, sindicalistas afirmam que o prédio já possui as instalações necessárias às atividades da comunidade surda, como o sinal por meio de luzes.

Os CAS, que também possuem unidades em Belo Horizonte, Diamantina (Região Central), Uberaba (Triângulo Mineiro) e Varginha (Sul de Minas), oferecem capacitação a profissionais da educação, produção e distribuição de materiais didáticos e pedagógicos específicos para estudantes surdos e surdocegos, orientações às escolas e comunidades sobre o uso da linguagem de Libras no contexto escolar e a oferta de recursos específicos para o atendimento educacional do segmento.

 

Convidados – Foram convidados a participar da audiência o reitor da Unimontes, Padre Antônio Alvimar Souza, a superintendente regional de ensino de Montes Claros, Maria Tupinambá, a coordenadora de Educação Especial Inclusiva da Secretaria de Estado de Educação, Esther Augusta Barbosa, professores e intérpretes de Libras e, como representante do CAS/MOC, Fabiano Prates.

 

Transmissões ao vivo – Todas as reuniões do Plenário e das comissões são transmitidas ao vivo pelo Portal da Assembleia. Para acompanhá-las, basta procurar pelo evento desejado na agenda do dia.

Além disso, quem não puder comparecer à reunião poderá fazer parte do debate por meio da ferramenta Reuniões Interativas do Portal, que estará disponível no momento da audiência. Questionamentos e dúvidas poderão ser encaminhados e, ao final, serão respondidos pelos convidados. (PORTAL ALMG)