Ciro Gomes diz que Olavo de Carvalho vai esculhambar o governo Bolsonaro

Ciro Gomes (PDT) aproveitou a plateia de estudantes, na Escola de Direito da UFMG, a quem diz conhecer bem, para alfinetar o presidente Jair Bolsonaro. Ciro usou o guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho, para tripudiar sobre o presidente, ao dizer que “conhece Olavo há muito tempo e ele é basicamente um gozador. Neste momento deve estar se desdobrando de rir, além de ter sua vaidade saciada por ser reconhecido como guru”. Ciro (foto) disse para os estudantes que logo mais todos vão ver Olavo Carvalho esculhambar o governo Bolsonaro e isso não demora. Apesar das previsões do pedetista.

 

Ninguém sabe quando o governo vai enviar

os R$4 bilhões prometidos para Minas

A bancada federal mineira e o prefeito Alexandre Kalil ficaram bem satisfeitos com o anúncio do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, sobre a liberação de R$4 bilhões do governo federal para Minas: R$1 bilhão para o metrô de Belo Horizonte e outros R$3 bilhões para obras de infraestrutura. O ministro só não disse quando o governo federal pretende liberar o recurso.

 

Más escolhas

Depois da queda do ministro da Educação, a conversa em Brasília é que o presidente Jair Bolsonaro está chegando à conclusão de que as escolhas de Ricardo Vélez não foram umas boas indicações do “guru” Olavo de Carvalho, não só para a Educação, como também a do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Dentro do Itamaraty ninguém entende como Ernesto Araújo virou ministro, por ser considerado por seus pares como um diplomata meio obscuro. Ele também estaria muito envolvido pela sua protegida Letícia Catelani.

 

Presidente do BC não vê risco

da volta do controle de preços

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, não vê risco de controle de preços no governo Bolsonaro nem da volta de uma política que não siga os principais liberais. Ele falou ao comentar a intervenção do presidente Jair Bolsonaro nos preços praticados pela Petrobras. No seu entendimento, no longo prazo o que traz um crescimento sustentável é menos intervenção possível. O que é importante para o Banco Central é o líquido de tudo o que acontece e o quanto isso impacta no canal de transmissão da inflação. Os investidores reagiram mal e as ações da Petrobras fecharam com queda de 8%.

 

Brumadinho em depressão econômica

Os ministros da Cidadania, Osmar Terra, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disseram ontem a representantes de Brumadinho e do estado, após quase três meses do rompimento da barragem da Vale, que eles irão realizar um diagnóstico da situação na cidade para, então, planejar ações de recuperação econômica. O ministro Osmar Terra disse que Brumadinho está começando a entrar em depressão econômica. A Vale, por sua vez, não vai retomar tão cedo a operação por ali. O risco é o município entrar em decadência.