Jovens: à procura do primeiro emprego

Recentemente recebi uma jovem estudante do 7º período do curso de Direito, ansiosa para conseguir uma oportunidade de estágio em sua área de formação. Ao cumprimentá-la foi logo dizendo: Professor Colomarte, vim aqui porque há três meses saio de casa pela manhã, visito empresas e escritórios de advocacia, deixo o meu currículo, mas não consigo uma vaga como estagiária para completar a minha formação. O senhor poderá me ajudar?

Casos como dessa jovem ocorrem diariamente no CIEE/MG. Disse a ela que veio ao lugar certo. É para isso que há quase quatro décadas existe o Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG), cuja missão precípua é fazer essa sintonia entre os mundos do saber (escolas) e o do fazer (empresas).

Ajudar jovens estudantes a encontrar uma oportunidade de estágio é o nosso desejo e a nossa principal missão. O estágio é para nós do CIEE/MG, uma das melhores ferramentas para se encontrar o primeiro emprego.

O estágio no Brasil, regulado pela Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, conhecida como Lei do Estágio, depende muito do empresariado e do governo, que precisam acreditar e valorizar o jovem e no próprio estágio como ação transformadora.

A formação acadêmica, que se fundamenta no embasamento teórico, prepara o estudante para o trabalho produtivo. E somar a prática (o estágio) aos conhecimentos apreendidos em sala de aula é fator essencial para o complemento da formação do jovem estudante.

Para quem não tem nenhuma experiência e nunca trabalhou, mesmo com uma boa formação escolar, o mercado é implacável, ficando cada vez mais difícil obter um emprego, como ocorre com um número cada vez maior de jovens que buscam uma oportunidade de trabalho. Nesse sentido, a atividade de estágio, além do seu viés educativo, torna-se uma grande oportunidade para obter o tão sonhado primeiro emprego.

Daí vem a pergunta: Mas afinal, quem vai conceder essa primeira oportunidade a esses jovens sem experiência? Por isso é preciso que o empresariado acredite neles como força transformadora que, no médio e longo prazos, estarão contribuindo para o crescimento e o sucesso de suas empresas ou organizações.

Usando a imaginação e a criatividade sempre se consegue atingir os objetivos que almejamos. Por isso, o jovem tem que se preparar para um mercado cada vez mais competitivo, estando atento às tecnologias de vanguarda e às mudanças que vêm sendo impostas a todos pelo avanço, quase que diário, das várias áreas do conhecimento humano.

O papel do agente de integração, como o CIEE/MG, é exatamente o de buscar e conseguir uma oportunidade de estágio junto a empresas e órgãos – públicos e privados - para o estudante que acredita que a atividade é uma boa maneira para se conseguir o primeiro emprego. Por isso, nos orgulhamos de poder atender aos anseios de milhares de jovens de todas as regiões mineiras com o Programa Estágios que, além da qualificação profissional, muitas vezes possibilita o ingresso dos mesmos ao mercado de trabalho.