Evolução de Plano Ferroviário será discutida em audiência

Comissão tem promovido avaliações regulares do andamento do PEF
ARQUIVO ALMG - GUILHERME DARDANHAN

A Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras recebe autoridades do setor e especialistas para debater os desdobramentos do 3º Workshop do Plano Estratégico Ferroviário (PEF). A reunião será logo mais às 14 horas, no Auditório José Alencar, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O PEF reúne diversos projetos de ferrovias para transporte de cargas e de passageiros no Estado. Eles estão sendo priorizados a partir de uma extensa lista de propostas, após estudos econômicos, de demanda e de viabilidade, entre outros, realizados pela Fundação Dom Cabral (FDC).

De acordo com informações do gabinete do deputado João Leite (PSDB), presidente da comissão, a audiência busca ampliar o debate sobre o atual estágio do PEF, apresentado em workshop na última semana pelo Governo de Minas.

Assim, operadores do sistema e organizações da sociedade civil que compõem a chamada “Frente Ferroviária Mineira” terão mais tempo para esclarecer eventuais dúvidas. A mesma estratégia foi usada pela comissão em julho deste ano, quando as entidades puderam avaliar o plano e sugerir alterações.

Além de João Leite, assinam o requerimento para a audiência os deputados Gustavo Mitre (PSC) e Coronel Henrique (PSL). Ramon Victor Cesar, professor e pesquisador da FDC e um dos responsáveis pelo PEF, é um dos convidados.

 

Recursos – O objetivo do PEF é a elaboração de projetos que possam atrair para o Estado recursos que estão sendo injetados no setor ferroviário por meio da renovação antecipada de concessões como a da Estrada de Ferro Vitória a Minas, operada pela Vale. Há também recursos de multas por abandono de linhas.

Os estudos da FDC são financiados pela Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), por meio de acordo com o Governo de Minas.