Líder do Novo defende corte de gastos, reformas e fim do Fundo

O líder do partido Novo na Câmara, deputado Marcel Van Hattem (RS), afirma que pretende liderar uma bancada com foco em transparência e corte de privilégios. Ele aponta como prioridades do partido a aprovação da reforma da Previdência já no primeiro semestre e a necessidade de modificações legais para melhorar a segurança pública.

A reforma tributária e a reforma política com extinção do Fundo Partidário também estão na pauta do partido. Van Hattem é formado em Relações Internacionais e tem mestrados em Ciência Política e em Jornalismo, Mídia e Globalização. Ele já foi vereador e deputado estadual e, assim que chegou à Câmara dos Deputados, concorreu para a Presidência da Casa.

Na eleição vencida por Rodrigo Maia, o líder do Novo recebeu 23 votos e ficou em quinto lugar. O estreante partido Novo foi fundado em 2015 e elegeu, no ano passado, sua primeira bancada para a Câmara, com oito representantes. Segundo a página da internet do próprio partido, a legenda foi iniciada por um grupo de cidadãos que estavam insatisfeitos com o montante de impostos pagos e a qualidade dos serviços públicos recebidos.

Nesse grupo havia, entre outros, administradores, engenheiros, estudantes e advogados. Entre as defesas do Novo estão mais autonomia e liberdade do indivíduo, redução das áreas de atuação do Estado, diminuição da carga tributária e melhoria na qualidade dos serviços essenciais, como saúde, segurança e educação.