Parlamentar apoia projeto que obriga embalagens visível com teor de lactose

Dr. Valdivino

O vereador, Dr. Valdivino Antunes (MDB) disse que depois de muitos anos de reivindicação, agora virou lei e obrigação dos fabricantes de alimentos colocar visível na embalagem o teor de lactose, devido ao grande número de pessoas alérgica ao produto: “Os empresários do setor de alimentos têm que dar uma contribuição maior para melhor esclarecimento do teor de vitaminas, bem como perigos ou excesso que compõe o alimento que será consumido pelo cidadão.”  O vereador que é medico disse que a Câmara dos Deputados analisou e aprovou  o Projeto de Lei 8194/14, que torna obrigatória a indicação do teor de lactose nas embalagens de leite e de todos os produtos que contenham a substância. Ainda de acordo com Dr. Valdivino a classe médica do Brasil tem se posicionado numa maior clareza acerca da alimentação do brasileiro vendidas em embalagem industrial e, lembrou que, essa é um importante medida que a forma como a informação será impressa deverá ser definida por regulamento. O vereador destacou ainda que esse projeto modifica o decreto Lei nº 986/69, que institui normas básicas sobre alimentos. Dr. Valdivino disse que, a medida vai proteger as pessoas com intolerância à lactose: “incapacidade de digerir completamente o açúcar predominante no leite, devido à ausência ou insuficiência de uma enzima chamada lactose no corpo. Como consequência, a substância chega ao intestino grosso inalterada, provocando retenção de água, diarreias e cólicas” explicou ainda que; “A intolerância à lactose afeta, no mínimo, 50% da população brasileira. Portanto, o conhecimento do teor de lactose presente nos alimentos é uma condição essencial para essas pessoas administrarem seu consumo diário de cálcio e de vitamina D”, argumenta. Conta que a única forma de evitar o consumo da substância é ler o rótulo dos produtos em detalhe. Para o vereador, divulgar a informação em local visível na embalagem, vai facilitar a vida de pessoas que tem esse tipo de intolerância: "As pessoas nem sempre fazem que é olhar atrás no produto, ver a quantidade de leite, se dá para ingerir ou não, aí acaba consumindo mais do que o corpo aguenta. Tendo aviso na embalagem, poderia ser evitado", ao concluir o parlamentar disse que são medidas simples, mas eficazes que pode ajudar e muito as pessoas que tem algum tipo de dificuldade para buscar informações nesse sentido. (VS)