Paulo Guedes é convidado para ser candidato a senador

O deputado estadual Paulo Guedes foi convidado para ser candidato a Senador da República na eleição deste ano, pelo PT, ele que foi o mais votado na eleição de 2014 em Minas Gerais, com 164.881 votos. O convite foi formulado pelo Conselho Consultivo do PT e partidos aliados. Na manhã de ontem, o deputado confirmou ter recebido o convite, mas ainda está analisando o assunto, pois precisa ouvir suas bases. Ele alega que faria dobradinha com a ex-presidente Dilma Roussef e lembra que a política mineira mostra que o campeão de votos sempre arrasta outro candidato a senador, como ocorreu em relação a Aécio Neves e Itamar Franco em 2010.

Na eleição deste ano, serão eleitos dois senadores mineiros, que
estarão concorrendo às vagas dos atuais senadores Aécio Neves e Zezé Perrela. Na manhã de ontem, o jornalista político Carlos Lindemberg - que é de Espinosa e atuou como jornalista em Montes Claros - informou que o Conselho Consultivo e o governador Fernando Pimentel indicaram os nomes dos norte mineiros Paulo Guedes e Patrus Ananias, ambos do PT, e do ex-prefeito Tarcísio Delgado, do PSB de Juiz de Fora, para ser o segundo candidato ao Senado Federal na chapa de Fernando Pimentel.

Porém, desde segunda-feira à tarde que os prefeitos do Norte de Minas trabalhavam com outro cenário: Dilma Rousseff como candidata a Governadora; Paulo Guedes como candidato ao Senado Federal e Virgílio Guimarães como candidato a deputado federal.

Na última quinta-feira, quando veio a Montes Claros, Dilma Rousseff foi pressionada por prefeitos do PT a ser candidata a Governadora, por causa do desgaste de Fernando Pimentel. Na manhã de ontem, Paulo Guedes afirmou que está descartada essa possibilidade, pois Pimentel é o candidato a governador.