Projeto aprovado cria condições na contratação de pessoas de meia idade

A vereadora Maria Helena Lopes (PPL) aplaudiu o projeto, que, depois de anos e exaustiva discussão, do emprego para pessoas com mais de 40 anos. Segundo a parlamentar, até mesmo os concursos estão sendo revistos para que as pessoas de meia idade possam ingressar no mercado de trabalho ou obter o primeiro emprego. A parlamentar disse que é comum encontrar uma pessoa acima dos 40 anos desempregada, mas com qualificação acima da média e com o único empecilho sendo a idade, considerado velho para o mercado de trabalho. Mas essa mentalidade está mudando, pois o Brasil está envelhecendo rapidamente e temos que nos adequar à nova realidade e o mercado de trabalho também tem que se adequar.

Isso tem sido uma das razões para o governo federal querer a Reforma da Previdência, pois o brasileiro está envelhecendo rapidamente.

“Vamos apoiar sim e pedir apoio ao nosso partido para que esse tipo de projeto, que tramitou com a maior rapidez possível, em primeiro turno. Agora temos lutar para sua aprovação definitiva e sanção do presidente, pois é a vida de milhares de trabalhadores que está em jogo”, afirmou a vereadora.

A parlamentar disse ainda que o Projeto de Lei do deputado Damião Feliciano (PDT-PB) concede incentivo fiscal às empresas que contratem pessoas em seu primeiro emprego ou trabalhadores com 40 anos ou mais. Pela proposta, essas empresas ficarão autorizadas a deduzir, da base de cálculo do Imposto de Renda, 25% a mais dos custos decorridos da contratação.

De acordo com Maria Helena, que fez contato com o autor do projeto, quem tem mais dificuldade para arrumar emprego atualmente são pessoas inexperientes ou mais velhas. Ao finalizar, ela disse que acredita que um incentivo fiscal ‘simples e direto’ ajudará a mudar essa situação “por meio do projeto, barateia-se a mão de obra desses segmentos e incentiva-se o empresário. O vereador, sendo o político mais próximo do povo, só tem que comemorar a aprovação de um projeto dessa envergadura e com grande alcance social, pois, historicamente, os projetos que tem apoio popular têm todas as chances de serem aprovados e virarem leis.”