Projeto obriga restaurantes a criarem banheiros especiais

O vereador Rodrigo Cadeirante (REDE) deu notícia de um projeto do ex-deputado estadual, ex-ministro dos esportes, e atual deputado federal, George Hilton (PDT), onde determina a obrigatoriedade da construção de banheiros para atender deficientes físicos, que tem grandes dificuldades quando precisam usar os banheiros. Segundo o projeto do parlamentar, a obrigatoriedade é para restaurantes que tenham uma construção acima de 100 metros quadrados, e os banheiros têm que ser adaptados, tanto o feminino, quanto masculino. Mesmo ele não estando na Assembleia Legislativa, o projeto continuou indo nas Comissões e agora foi aprovado em primeira o projeto.

Rodrigo Cadeirante cobrou o andamento do  projeto disse que ele deverá atender a uma população, estimada em todo estado, de mais de três milhões de portadores de deficiência, que necessitam de um banheiro adaptado e será em todo o estado de Minas Gerais. Em Montes Claros, o vereador, tem sido um dos principais incentivadores, para que as pessoas portadoras de algumas deficiências sejam atendidas nos estabelecimentos comerciais e também nas repartições públicas com adaptações, para que possam exercer sua cidadania, garantida pela constituição federal, de ir e vir.

Mas as dificuldades são muitas. Cadeirante lembra que essa lei vem num momento importante, pois existe uma intensa luta, por parte do seu mandato como vereador por Montes Claros, que seja feito à inclusão dos portadores de alguma deficiência. Ele destaca que já existe uma pequena mudança no contexto social, mas que está longe do ideal: “Temos sim que apoiar iniciativas como essa apresentada pelo deputado George Hilton, que tem sensibilizado com as dificuldades encontradas pelos deficientes físicos, quando precisam usar um banheiro público, ou mesmo de alguns barzinhos, onde eles estão com amigos. Essa obrigatoriedade, nem seria necessária, caso houvesse, um mínimo de sensibilidade por parte dos empresários do setor. Mas a lei vem em uma boa hora e vamos apoiar em todos os sentidos, tenho certeza de que nenhum deputado  irá votar na segunda e última votação contrário ao projeto, que é de grande alcance social”, finalizou.

Concluiu  o projeto do deputado estadual, George Hilton, deverá ir a plenário ainda esse mês, e, se aprovado, vai para a sanção do governador, e imediatamente vai virar lei.