PTB anuncia apoio à pré-candidatura de Humberto Souto

O pré-candidato a prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, recebeu o apoio do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O partido anunciou que a legenda fará parte do projeto político que será encabeçado pelo atual prefeito do município.

O apoio se deu após muitos debates e diálogos sobre os problemas vivenciados pela população montes-clarense e as possíveis soluções. Projetos e propostas que podem ser implementadas, dando continuidade ao trabalho já realizado. E de comum acordo entre os membros do Partido, a maioria apontou o nome de Humberto para a gestão municipal de Montes Claros.

Durante a atual gestão de Souto, o PTB foi fundamental para eleger dois presidentes da Câmara Municipal. Gestão essa que, por dois anos, não contou com o apoio do Governo do Estado, já que nesse período não foram repassados ao município recursos para saúde, educação, merenda escolar, impostos, entre outros.

O partido acredita na experiência de Humberto para continuar fazendo a diferença na cidade. Lembrando que ele entrou para a política como vereador em Montes Claros. Posteriormente, foi deputado estadual, por sete vezes deputado federal, ministro e presidente do Tribunal de Contas da União.

Na época em que foi deputado federal, atuou ao lado do deputado estadual Arlen Santiago, do PTB, na busca de recursos e benefícios para os municípios norte mineiros, alcançando juntos grandes conquistas.

O deputado Arlen Santiago acredita que apoiar o pré-candidato Humberto Souto é uma decisão acertada do partido. Ele ainda afirma que, possivelmente, no próximo mandato, a legenda indicará um nome para suceder o atual prefeito. “Pensamos em lançar o nome de Kiko Canela para disputar as eleições deste ano. Mas Kiko ainda é novo, tem um trabalho todo pela frente. Eu tenho a certeza de que nos próximos quatro anos ele se empenhará muito e, provavelmente, será o sucessor de Humberto na Prefeitura de Montes Claros”, destacou o parlamentar.

O PTB tem buscado apoiar vários candidatos, cerca de 40 municípios com candidatura própria e outros em coligações.