“Sem união dos poderes, não haverá solução para o aumento das drogas”

Foto: ASCOM/CÂMARA

A Secretaria da mesa diretora da Câmara Municipal, Maria Helena Lopes (PPL), voltou a chamar atenção para os altos índices de crimes violentos envolvendo jovens cada vez mais cedo devido ao uso e trafico de drogas ilícitas. A parlamentar disse que tem uma meta que é de criar um grande centro de recuperação para dependentes químicos, mas isso só não vai resolver o problema, embora venha alertando para o aumento do consumo de drogas por crianças e jovens, sendo que a sociedade insiste em achar que o problema das drogas é exclusivo das policias.

Ela disse ainda que a repreensão é mesmo necessária e que a Polícia deve ser mais uma parceira para combater o traficante, mas esse é mais um problema social do que policial; “eu entendo que somente quem vive uma situação de ter um dependente químico dentro de casa, sente na pele o problema. Toda a família é afetada e por isso quando assumi o compromisso de fazer um centro de recuperação, ninguém pode fazer isso sozinho, já que o próprio prefeito, enquanto candidato, disse que iria construir pelo menos uns centros  e não vejo esboçarem nenhuma ação nesse sentido, mas estou buscando apoio da prefeitura para ajudar na construção e manutenção desse centro que virá para ajudar as famílias que estão sofrendo e não terão que pagar nada.”

Disse ainda a parlamentar que  já ficou provado em uma pesquisa feita pelos órgãos de segurança internacional que 93% dos crimes violentos são praticados ou tem vitimas entre 14 a 30 anos e a grande maioria esmagadora envolvendo drogas ilícitas; “como vê se não tiver união da Escola, Polícia, Igrejas, católicas e Evangélicas, Políticos e toda sociedade não vamos conseguir amenizar esse problema que é sem duvida nenhuma o mal do século e que vem destruindo famílias inteiras.” Concluiu.